Navalshore

Wilson, Sons firma joint venture com grupo Ultratug

Os grupos Wilson, Sons e Ultratug firmaram recentemente uma joint venture para abastecimento e outros serviços na área offshore. A empresa brasileira disse que o principal objetivo é expandir as operações de ambos no segmento, para, assim, obter ganhos de escala e, ao mesmo tempo, aproveitar as oportunidades de crescimento no Brasil da indústria de petróleo e gás. A joint venture irá mesclar as frotas das duas empresas da plataforma de abastecimento (PSV).

A Wilson, Sons - que, além de estaleiro, é uma empresa de apoio portuário e de terminal de contentores em São Paulo - não revelou, entretanto, os acordos financeiros da joint venture 50/50.

No entanto, em um relatório especial sobre o setor offshore brasileiro, Arnaldo Calbucci (dono do estaleiro) disse que a TradeWinds Ultratu (controlada pelo grupo Ultramar Chile) está pagando para tomar parte no negócio.

A Wilson, Sons construiu sete dos seus navios própria PSV e tem um programa de construção que lhe irá dar uma frota de 13 embarcações até 2011.

A Ultratug"s Magallanes de Navegação encomendou quatro PSVs da Wilson, Sons para US $ 100 milhões e detém um rebocador Lilen (construído em 1985) de 9.000 CV âncora. A joint venture irá mesclar ambas as frotas, embora não esteja claro se o Lilen está incluído no negócio.

O Grupo Wilson, Sons tem um estaleiro perto de São Paulo, onde está sendo construindo o PSV, mas já adquiriu terreno para uma instalação maior onde, segundo Calbucci, a empresa será capaz de construir navios de maior porte para atender a demanda crescente da Petrobras para as unidades de águas profundas. O fechamento da joint venture, entretanto, ainda está sujeito a aprovação pelas autoridades.(Fonte: Monitor Mercantil/Marcelo Bernardes e J.C.Cardoso)

    Terlogs     Antaq     Antaq
             

Tche Digital

 

 

Sinaval

 

  Sinaval   Assine Portos e Navios