Marintec Navalshore

Wilson, Sons - Desempenho recorde em 2011

 

A Wilson, Sons registrou receita líquida de US$ 176,8 milhões e Ebitda (lucro antes de juros, impostos, depreciação e amortização) de US$ 42,4 milhões no quarto trimestre de 2011, atingindo, respectivamente, os recordes de US$ 698 milhões e US$ 163,3 milhões em 2011, como reflexo dos intensos volumes movimentados ao longo de nossos sistemas portuário, logístico e marítimo.

“A combinação do perfil de longo prazo com uma resiliente estratégia de atuação garantiu a Wilson, Sons mais um ano positivo, com importantes conquistas a celebrar ao longo de nossa plataforma de negócios. Grande parte dos compromissos firmados com nossos acionistas nos últimos anos – seja para modernizar e expandir nossos Terminais Portuários, ou para renovar e aumentar a frota de Rebocagem e Offshore – foram realizados em 2011”, disse o CEO da companhia, Cezar Baião.

Publicidade
Catálogo da Indústria Marítima

 

 

Os investimentos realizados pela Wilson, Sons ao longo de 2011 totalizaram US$ 262,9 milhões e são, basicamente, referentes aos projetos de expansão do Tecon Salvador e Estaleiro Guarujá II, além da renovação e expansão das frotas de Offshore e Rebocagem.

O Tecon Salvador, administrado pelo Grupo Wilson, Sons, registrou de janeiro a fevereiro deste ano crescimento de 43% nos embarques dos segmentos químico e petroquímico, em comparação com igual período de 2011. Ao todo, foram 41.943 toneladas destinadas ao comércio exterior, que comprovam o aumento dos investimentos no estado. A maior parte da carga está destinada aos países do Mercosul, em especial a Argentina. Os EUA também se destacaram nas importações de produtos desses segmentos. Estes dois países foram responsáveis por 41% do fluxo de destino dos químicos e petroquímicos embarcados no terminal.

 

Comentários

Cash Computadores

Assine Portos e Navios

Consórcio Águas Azuis

Syndarma

Envie uma pauta

Conapra

FGV Transportes

Aapa

Tche Digital

Sobena

Sinaval Abratec