Terminal portuário do Sergipe, operado pela VLI, inicia primeiro embarque de milho para exportação

Fluxo do grão para o mercado externo é o primeiro da história do TMIB. Ao todo, 60 mil toneladas serão embarcadas entre junho e julho

A VLI, operadora do Terminal Marítimo Inácio Barbosa (TMIB), localizado em Barra dos Coqueiros, em Sergipe, anuncia o primeiro embarque de milho rumo à exportação da história do terminal. O contrato prevê que, entre junho e julho deste ano, 60 mil toneladas serão destinadas ao mercado norte-americano. Com o novo fluxo, a empresa dá mais um passo na consolidação do TMIB como porta de escoamento para o agronegócio brasileiro. O milho embarcado em Sergipe tem como origem a região Oeste do Estado da Bahia.

No último mês de maio, a empresa já havia anunciado a retomada do embarque de grãos via Sergipe com o escoamento de 90 mil toneladas de farelo de soja para o exterior. “O TMIB possui estrutura e flexibilidade para atender a distintos setores produtivos. Além de apoiar a vazão de insumos siderúrgicos, ele se firma agora como rota também para o agro, atendendo a uma crescente demanda de produtores, especialmente nas regiões Nordeste e Centro-Oeste do país”, garante Ítalo dos Santos Leão, gerente comercial da VLI para o TMIB.

A retomada da exportação de grãos em Sergipe se deve à estrutura existente no TMIB, que conta com terminais de transbordo e armazéns conectados. Apenas em 2020 foram movimentadas 763,28 mil toneladas no local, ante 578,71 mil toneladas em 2018, um aumento de 31,8% no período. Ao todo, nos últimos cinco anos, 3,31 milhões de toneladas foram embarcadas no Terminal Marítimo Inácio Barbosa. A versatilidade é o principal atributo do TMIB. Além de grãos, o terminal tem a flexibilidade necessária para movimentar insumos como minério de ferro, cobre, manganês, cimento, clínquer, coque e fertilizantes, entre outros.


Rimac


Priner     Terlogs     Mampaey     AAPA
             

Tche Digital

 

 

Sinaval

 

  Sinaval   Assine Portos e Navios