Brasmero

SUPRG apresenta projeto para novo prédio administrativo

Os funcionários da Superintendência do Porto do Rio Grande (SUPRG) conheceram, na quarta-feira, 9, à tarde, o projeto conceitual do novo prédio administrativo da autarquia. As novas instalações estão sendo projetadas para funcionarem no edifício do antigo Frigorífico João Mascarenhas, no interior do Porto Novo. A superestrutura desativada nos anos 90, que hoje é utilizada como depósito, passará por uma reciclagem.
O projeto foi criado pelas arquitetas Bianca Figurelli, Francelli Miletho e Graziele Becker, do escritório Irmãs de Criação Arquitetura, de Porto Alegre. A ideia é de preservar a estrutura existente, realizando adequações para tornar o local um centro administrativo funcional, o qual abrigará, além da sede do porto rio-grandino, escritórios de empresas ligadas à área portuária, como agências marítimas, despachantes aduaneiros, empresas de rebocadores, operadores portuários, sindicatos, entre outros.
De acordo com o superintendente do Porto do Rio Grande, Jayme Ramis, é preciso pensar em uma nova sede para o porto que seja mais funcional, tendo em vista o grande crescimento nesta área. “Necessitamos de um local que englobe vários agentes ligados à atividade portuária, minimizando tempo e deslocamento”, salientou Ramis.
A estrutura atual em formato de caixa terá sua parte interna removida para se criar um pátio interno, com ventilação e iluminação natural. Ao todo, serão cinco pavimentos que receberão janelas e painéis de vidro para as partes externas, contemplando a vista do Porto Novo e da Lagoa dos Patos. Na área interna de pátio, onde será instalado um jardim, os andares superiores receberão passarelas.
No primeiro pavimento, ficarão os acessos ao prédio, espaços de uso comum, serviços e comércio, tais como: banheiros, auditório, restaurante, bancos, entre outros. Já o segundo e o terceiro pavimentos serão destinados à locação de salas para empresas do ramo portuário. No quarto pavimento, ficará a sede da SUPRG. No quinto andar, com acesso restrito ao público, ficará a torre de comando do porto e o Centro de Processamento de Dados (CPD). Todo o prédio contará com tecnologia de ponta, minimizando o gasto com recursos naturais, com água, luz e sistemas de ar-condicionado. Além disso, será instalado um estacionamento subterrâneo para veículos.
A próxima etapa será a abertura de um processo licitatório para a contratação de empresa para a realização do projeto executivo. Finalizada esta etapa, será licitada a obra.

(Fonte: Jornal Agora/Rio Grande,RS)

PUBLICIDADE

Rimac



Pesa

    AAPA     Jan de Nul     Antaq
             

Tche Digital

 

 

Anuncie PN

 

  Sinaval   Assine Portos e Navios