O Sepetiba Tecon (RJ) recebeu, na última quarta-feira (7), autorização para recebimento de navios New Panamax com 367 metros de comprimento e 52 metros de boca. O tamanho dessa classe de navios é equivalente a 10 vezes o tamanho do Cristo Redentor e pode transportar até 14 mil TEUs (unidade equivalente a um contêiner de 20 pés). O presidente do Sepetiba Tecon, Pedro Brito, destacou que o calado de 15,4 metros permite esse tipo de operação, a qual considera um diferencial entre terminais portuários da costa leste da América do Sul. O calado foi viabilizado após dragagens na área de manobra, na bacia de evolução e berços do terminal, além de simulações de atracação realizadas no Instituto Marítimo de Tecnologia e Pós-Graduação (MITAGS), nos Estados Unidos. 

Brito acrescentou que o terminal é privilegiado em termos de área brigada e de acessos terrestres ao terminal, tanto rodoviários quanto ferroviários. “O Sepetiba Tecon se consolida como um grande hub para toda região”, disse nesta quinta-feira (8), durante o seminário Oportunidades no transporte marítimo - Portos do Rio de Janeiro, organizado pela Câmara de Comércio e Indústria Brasil Alemanha (AHK Rio). 

O Sepetiba Tecon está atento às oportunidades de cargas de clientes de Minas Gerais, que devem ser potencializadas com a construção de um terminal da empresa MRS, o que poderá ajudar a captar cargas de Minas. Brito contou que cargas de São Paulo também estão no radar, mas a competitividade é maior devido à logística existente para levar a carga até o Porto de Santos. “É um potencial que pode ser explorado. Desde que se criem as conexões necessárias com características diferenciadas para a carga, o estado do Rio terá condições de captar mais cargas de São Paulo”, projetou.

 


Por Danilo Oliveira
(Da Redação)

 

Comentários

Schottel

Mackay Marine

Suatrans

Syndarma

ABTP

Abac

Tche Digital

TMSA

Antaq

Abeam

Sobena

Fenavega Abratec

 

Ecobrasil