Senadora do PSDB-MS faz alerta sobre Fluvioalba

A senadora Marisa Serrano (PSDB-MS) alertou para as intenções do presidente venezuelano Hugo Chávez ao criar a Fluvioalba, empresa mista cujo objetivo é dominar o transporte de cargas na Hidrovia Paraguai-Paraná, que tem quase 3,5 mil Km de extensão, entre Cáceres (MT) e Nova Palmira, no Uruguai. Esta hidrovia liga os quatro integrantes do Mercosul (Brasil, Argentina, Paraguai e Uruguai) e a Bolívia. Ela alerta que ao controlar a hidrovia por meio da Fluvioalva, o presidente venezuelano terá influência sobre o escoamento da produção agrícola do Centro-Oeste. “Não é brincadeira não, um país que se propõe através do seu governante a começar a comprar portos que fazem a ligação entre os nossos países. No meu estado, a produção de minério de ferro de Corumbá sai por esses portos, além da nossa produção de grãos de MS e MT”.

Segundo o último Censo Agropecuário do IBGE (2006), Mato Grosso e Mato Grosso do Sul produzem mais de 20 milhões de toneladas de grãos de soja e milho e destacam-se na produção de etanol. A senadora sul mato-grossense ainda alertou que a Fluviomar, comprada pela PDVSA, está negociando a compra de Portos como o de Ladário e o de Porto Murtinho, em MS. Marisa lamentou a aprovação do protocolo de adesão da Venezuela no MERCOSUL pelo Senado e disse que o presidente Hugo Chávez tem uma forma de agir cuja vocação é pela divisão, ao contrário do que preconiza a proposta de integração. A senadora acredita que ele pode inviabilizar futuros acordos a serem firmados entre o MERCOSUL e os EUA ou a União Européia, por exemplo.(Fonte: MS Notícias - Campo Grande,MS,Brazil)

Priner     Terlogs     Mampaey     AAPA
             

Tche Digital

 

 

Sinaval

 

  Sinaval   Assine Portos e Navios