Marintec Navalshore

Sem áreas cinzas

Novas poligonais dos portos fluminenses devem possibilitar celeridade na concretização de negócios
• Com as novas poligonais aprovadas em julho deste ano, o gerente de Planejamento e Desenvolvimento Portuário da Companhia Docas do Rio de Janeiro (CDRJ), Eduardo Miguez, afirmou que a previsão é de mais agilidade na condução de novos negócios nos portos administrados pela empresa. De acordo com ele, as poligonais anteriores não eram claras na definição das áreas, sobretudo na parte marítima, o que poderia trazer insegurança aos usuários.

A mudança permitiu que fossem definidos com mais precisão quais imóveis poderiam ou não fazer parte dos portos organizados. Seguindo a diretriz da Secretaria Nacional de Portos e Transportes Aquaviários (SNPTA), o gerente informou que quase todos os imóveis da CDRJ foram incluídos no zoneamento. Na parte marítima, foram incluídas áreas sob responsabilidade da autoridade portuária, como os canais de acesso, áreas de fundeio e as bacias de evolução.

Restrito a assinantes

ABB

Assine Portos e Navios

Consórcio Águas Azuis

Syndarma

Envie uma pauta

Conapra

FGV Transportes

Aapa

Tche Digital

Sobena

Sinaval Abratec