Visando atender a demanda crescente de grãos no Centro-Oeste do país nos próximos anos, a Rumo, maior operadora de ferrovias do país, deu início à nova etapa de expansão do Terminal Ferroviário de Rondonópolis (TRO), no estado de Mato Grosso. Com investimento de R$ 200 milhões nas obras, a empresa estima um aumento de capacidade de mais de 6 milhões de toneladas de grãos em relação ao volume da estrutura atual.

Dividido em duas etapas, o projeto contempla a construção de três novos silos metálicos, 4 novas moegas, uma tulha ferroviária para três vagões, melhorias no pátio de entrada e saída com balanças rodoviárias, novas esteiras transportadoras, pavimentação e drenagem. Além disso, estão previstas obras de adequações de sistema elétrico, combate a incêndio, ar comprimido, instalações de apoio e subestações.

“É uma obra planejada e que dá continuidade aos investimentos da Companhia no terminal. Toda a cadeia logística será beneficiada, potencializando os processos de expedição, armazenagem e segurança de operação”, explica Fabricio Degani, diretor de Portos e Terminais.

 

Responsável por movimentar o principal corredor ferroviário do País, que liga o Centro-Oeste ao Porto de Santos, a Rumou modernizou a estrutura de Rondonópolis. O terminal opera com 11 moegas, que possibilitam descarregar mais de 80 caminhões por hora, possui um armazém com capacidade estática de 45 mil toneladas e duas linhas ferroviárias com cinco tulhas, permitindo carregar 40 vagões por hora. Em média, sete composições com 80 vagões de grãos são carregadas todos os dias.

Comentários

Datamar

Cash Computadores

Assine Portos e Navios



Pesa

ABTP

Envie uma pauta

Antaq

TMSA

Assine Portos e Navios

Abeam

Sobena

Fenavega Abratec

 

Ecobrasil