Navalshore

Reunião no SRA discute desafios da logística no norte do Tocantins

A falta de legalização fundiária e ambiental é um dos principais desafios da logística para atrair novas empresas para o norte do Tocantins. Este foi um pontos apresentados pelo presidente do SRA, Wanderlei Araújo Filho, durante reunião realizada na tarde do dia 29 com o secretário da Indústria e Comércio, João Telmo Valduga, e representantes da Prefeitura, Aciara*, Vallecoop**, Aplat***, Ruraltins e Sebrae, na sede do SRA.
A reunião tinha como pauta principal apresentar a logística favorável do Estado para setores importantes da economia estadual. O Tocantins, conforme João Telmo, destaca-se com a construção da Ferrovia Norte-Sul e do Porto de Praia Norte entre os estados brasileiros com a melhor logística de multimodalidade de transportes.
A Ferrovia Norte-Sul tem conclusão prevista pela Valec para outubro de 2010 no trecho entre Açailândia/MA até a divisa com Goiás, com 860 km de trilhos no Tocantins. Para o traçado até Anápolis a previsão de entrega é no fim deste ano.
Ele enfatizou como obras fundamentais para a intermodalidade de transportes a construção da plataforma logística de Praia Norte e alfandegamento do Aeroporto de Palmas, com Porto Seco adjacente. O porto fluvial de Praia Norte viabilizará a conexão com a hidrovia do Amazonas e saída até o Peru, no Oceano Pacífico e a operação do entreposto da Zona Franca de Manaus. Já a conexão com o centro Logístico de Aguiarnópolis vai permitir o transporte por ferrovia e por hidrovia.
O secretário citou que as obras estruturantes abrem novos canais para exportação de produtos do Estado e de regiões vizinhas - Oeste da Bahia, Norte de Goiás, Sul do Pará, entre outros. Além disso, reduz distância dos portos (Itaqui/MA e Vila do Conde e Espardarte/ PA). Para facilitar a atração de investimentos, o governo disponibiliza incentivos fiscais. Na Secretaria da Indústria e Comércio, os incentivos são concedidos por intermédio do Conselho Estadual de Desenvolvimento Econômico (CDE).
Ainda segundo o secretário, os programas Proindústria e Prosperar podem beneficiar vários setores, com a concessão de incentivos para empresas com projetos que apresentem viabilidade econômico-financeira, com interesse em implantação ou expansão. Eles reduzem a carga tributária e financiam o imposto devido, atraindo investimentos e gerando emprego e renda.
Os representantes das entidades presentes na reunião apresentaram ao secretário as dificuldades encontradas pelos diversos setores da economia na região, como falta de mão-de-obra qualificada, falta de industrialização dos produtos, principalmente do leite, e de legalização fundiária e ambiental, além do atraso nas obras de reforma do Aeroporto de Araguaina.
Para o presidente do SRA, a reunião serviu para que o secretário apresentasse o que o Governo está fazendo para alavancar a agropecuária e fortalecer os vários setores da economia. Wanderlei Filho também citou o grande potencial do Estado para a produção de leite e as várias indústrias que trabalham com produtos lácteos interessadas em produzir na região.
O secretário Telmo Valduga afirmou que encaminhará as reivindicações ao Governador do Estado, Carlos Gaguim, através de documento formalizado feito pelas entidades. (Informações da Ascom/SRA)

Fonte:O Girassol

    Terlogs     Mampaey     Antaq
             

Tche Digital

 

 

HPP

 

  Sinaval   Assine Portos e Navios