Marintec Navalshore

Restrições - Veículos ganham puxadinho

O porto de Paranaguá teve de adaptar espaços alternativos ao longo do cais para acondicionar veículos, em consequência das restrições comerciais entre Brasil e Argentina que estão deixando lentas as liberações dos automóveis que chegam ao porto. Um terceiro pátio para veículos, com capacidade para 2,5 mil unidades, está em processo de alfandegamento e deve ser liberado em poucos dias. Com isso, o porto aumentará a capacidade de armazenagem de veículos em 30% o que permitirá atender melhor à demanda.

Desde maio, o Brasil não concede mais licenças automáticas para a importação de alguns produtos argentinos — veículos, autopeças, produtos têxteis, entre outros. A medida veio como resposta às restrições semelhantes feitas pela Argentina contra produtos brasileiros. O resultado das sanções foi a burocratização no processo de liberação dos produtos importados da Argentina que tem levado até 90 dias para serem liberados. Com as licenças automáticas que vigoravam anteriormente, este prazo não passava de 10 dias.

Esta burocratização no processo acontece justamente num período em que a movimentação de veículos está em alta. Só no primeiro semestre deste ano, o porto de Paranaguá registrou aumento de 48% na movimentação de veículos. Até junho, foram movimentados 101,6 mil veículos, contra 68,8 mil no mesmo período de 2010. Considerando apenas as importações, a alta é de 163%, tendo sido importados 67,7 mil veículos no primeiro semestre deste ano contra 25,7 mil importados no primeiro semestre de 2010. Já as exportações estão em queda no primeiro semestre: 21% menores do que no mesmo período de 2010.

Publicidade

Catálogo da Indústria Marítima

 

Cash Computadores

Assine Portos e Navios

Consórcio Águas Azuis

Syndarma

Envie uma pauta

Assine Portos e Navios

Antaq

Tche Digital

Sobena

Sinaval Abratec