Resposta mais eficiente

Brasil carece de dispositivos mais rápidos para combate a vazamentos de óleo, apontam especialistas

• Consultores da área de combate a emergências ambientais enxergam uma série de desafios para agilizar o acionamento de estruturas de resposta a derramamentos de óleo no Brasil. A avaliação é que o vazamento no Nordeste, independentemente do responsável, seria o grande teste para aplicação do plano nacional de contingência para incidentes de poluição por óleo (PNC). No entanto, o plano instituído há seis anos ainda necessita de dispositivos para seu acionamento de forma mais rápida. Com produção da ordem de três milhões de barris diários, perspectivas de aumento da atividade e intenso transporte de petróleo e derivados, especialistas lembram que, até hoje, não existe um manual que torne operacional o decreto 8.127/2013 que criou o PNC.

Restrito a assinantes