Promar Ceará terá que adotar nova localização

O projeto do estaleiro Promar Ceará não será mais realizado no estado. A decisão, divulgada pela Transpetro, foi tomada durante audiência entre o presidente da República, Luiz Inácio Lula da Silva, o presidente da Transpetro, Sergio Machado, a ministra-chefe da Casa Civil, Erenice Guerra, e a prefeita de Fortaleza, Luizianne Lins. O motivo foi a inviabilidade de prazos e de terreno adequado.
Diante da impossibilidade de conseguir um terreno adequado no litoral cearense para este tipo de estaleiro e a devida licença ambiental prévia, ambos requisitos necessários para a assinatura de contrato com a Transpetro, os investidores do estaleiro Promar Ceará deverão apresentar à Transpetro, até o prazo máximo de 30 de junho, outras localizações alternativas viáveis.
A Transpetro — tendo em vista o crescimento previsto da demanda por navios petroleiros e gaseiros por meio do desenvolvimento da produção de petróleo e gás na camada pré-sal e também atendendo a uma orientação expressa do presidente Lula — se comprometeu a participar ativamente de novos estudos no sentido de viabilizar, no futuro, um outro estaleiro no Ceará.

Da Redação


Marintec Navalshore