AGI Brasil

Primeiro dia da Infra Week resulta em R$ 3,3 bi arrecadados

O primeiro dia da Infra Week resultou no arremate dos leilões de 22 aeroportos ofertados. Divididos em três blocos (Sul, Central e Norte I), o governo federal arredacou R$ 3,3 bilhões, com garantia de R$ 6,1 bilhões em investimentos em 30 anos.

"Uma vitória importante para todo o país", avaliou o ministro da Infraestrutura, Tarcísio Gomes de Freitas, após a realização da sexta rodada de concessões na B3, a Bolsa de Valores de São Paulo, nesta quarta-feira (7).

O bloco Sul, formado pelos aeroportos de Curitiba (PR), Foz do Iguaçu (PR), Londrina (PR), Bacacheri em Curitiba (PR), Navegantes (SC), Joinville (SC), Pelotas (RS), Uruguaiana (RS) e Bagé (RS), e o bloco Central, com Goiânia (GO), Palmas (TO), São Luís (MA), Imperatriz (MA), Teresina (PI) e Petrolina (PE), ficaram com a Companhia de Participações em Concessões, que ofereceu R$ 2,1 bilhões para o bloco Sul e R$ 754 milhões ao Central.

Já o bloco Norte, que inclui os aeroportos de Manaus (AM), Tabatinga (AM), Tefé (AM), Porto Velho (RO), Rio Branco (AC), Cruzeiro do Sul (AC) e Boa Vista (RR), foi arrematado pelo consórcio Vinci Airports com a proposta de R$ 420 milhões.


TMSA


"Investimento na infraestrutura aeroportuária é fundamental para nossa estratégia de crescimento da aviação civil. Que coisa boa ter a Vinci operando na região Norte, onde o transporte aéreo é fundamental para conectar as pessoas ao restante do país. E como é bom ver a CCR operando aeroportos. E que apetite! Um grande grupo, que tem feito um grande trabalho", elogiou o ministro da Infraestrutura.

Na avaliação de Tarcísio de Freitas, o resultado positivo nos leilões também se deve à atuação da Agência Nacional de Aviação Civil (Anac) durante a pandemia de covid-19. "[A Agência] veio com medidas de proteção de caixa para companhias aéreas e, também, para as concessionárias de aeroportos. Atuou no reperfilamento das outorgas, no reequilíbrio econômico-financeiro, e tudo isso de uma maneira muito rápida", disse.

Prevista para o primeiro semestre de 2022, a sétima rodada de leilões aeroportuários terá mais 16 equipamentos, em novos três blocos. Entre eles, os aeroportos de Congonhas, em São Paulo, e Santos Dumont, no Rio de Janeiro.

A Infra Week segue nesta quinta-feira (8), com o leilão às 14h, na B3, do trecho 1 da Fiol (Ferrovia de Integração Oeste-Leste), na Bahia, com previsão de mais de R$ 3 bilhões de investimentos.

Na sexta-feira (9), às 15h, acontece o pleito para o arrendamento de cinco terminais portuários — quatro no Maranhão e um no Rio Grande do Sul —, com outros R$ 600 milhões a serem investidos pela iniciativa privada.


Marintec Navalshore




Dragabras

Assine o Notícias do dia

Assine Portos e Navios

Priner fundo transp Terlogs
  Mampaey     Assine Portos e Navios

  Catálogo da Indústria Marítima

 

 

  Anuncie PN

 

Tche Digital

 

 

Marintec Navalshore

 

Sinaval   Abratec