Operação de cargas perigosas exige fiscalização permanente da comunidade portuária e marítima

• Administrações portuárias, operadores e terminais portuários que movimentam cargas classificadas como perigosas são sujeitos à fiscalização da Agência Nacional de Transportes Aquaviários (Antaq) e de órgãos de controle ambiental e de segurança. Os graves acidentes recentes no Porto de Santos ampliaram o alerta e as discussões sobre a necessidade de redundância na prevenção para reduzir ao máximo a chance de acidentes com pessoas, embarcações e instalações. Para evitar incêndios, explosões e contaminações, os portos contam com grupos de trabalho para cuidar da prevenção e planos de emergência que são acionados quando acontecem eventos que precisam ser combatidos.

Assine Portos e Navios

Rio Oil & Gas 2018



Syndarma

ABTP

AAPA

TMSA

Assine Portos e Navios

ABTP

Sobena

Terra Firma Abratec