Obras mostram desafios e planejamento dos portos para recebimento de navios de maior porte 

• Novos padrões operacionais vão pressionar os portos públicos e terminais privados brasileiros a adotarem ações e modelos mais eficientes para se destacarem no mercado. O aumento dos volumes movimentados e do tamanho dos navios demanda cada vez mais infraestrutura de acesso, que abrange desde acessos multimodais e dragagem até ampliações e reforços de cais. O desafio atual dos principais portos nacionais continuarem crescendo é se adaptar para receber navios com 366 metros de comprimento, mas já se fala em navios com 400 metros em mais alguns anos. 

Em julho, foi autorizado um aumento de 30 centímetros do calado operacional máximo do canal de navegação do Porto de Santos, que passou para 13,50 metros na baixa-mar e de 14,50 metros na preamar. De acordo com a Companhia Docas do Estado de São Paulo (Codesp), a ampliação das condições de navegabilidade abrangeu estudos apresentados pela praticagem de Santos e referendados pela Marinha. A autoridade portuária destaca que não houve ônus adicional de serviços de dragagem para aprofundamento.


Cash Computadores

Assine Portos e Navios



Syndarma

ABTP

Antaq

TMSA

Assine Portos e Navios

ABTP

Sobena

Terra Firma Abratec