Porto Seco registra aumento de importações com baixo volume finananceiro

Porto Seco de Uberaba segue com grande registro no número de importações. No primeiro mês do ano foram feitos 188 desembaraços, 74 a mais que no mesmo período de 2009. Em fevereiro, uma diferença ainda maior. Foram 171, contra 94 no ano passado. Enquanto isso, as exportações demonstram números não muito satisfatórios. Em janeiro deste ano foram quatro exportações, e 14 em 2009. Já em fevereiro, estável: nove contra nove.
Mesmo com o crescente número de importações em 2010, o volume financeiro é inferior ao do ano passado. Neste primeiro bimestre foram movimentados US$ 43.238.00 e em 2009, US$ 43.930.000. Nas exportações, a diferença é ainda maior. US$ 769 mil neste ano e US$ 5.217.000 no ano passado.
Segundo o gerente do Porto Seco, Paulo Carvalho, essa diferença nos valores, mesmo com movimentação superior nas importações neste ano, não possui um motivo especial. "Este ano perde em valor agregado, pois os produtos são de processo menor. As perspectivas para este ano são excelentes em função das novas empresas instaladas em nosso município, e de outras que estão se instalando, e em fase de início de operações", afirma Carvalho.
De acordo com o gerente, os principais setores responsáveis pelas importações são de eletrodomésticos, aparelhos elétricos, ferramentas, produtos químicos, produtos de informática, máquinas pesadas, plantas industriais, metais comuns e produtos diversos (plástico e borracha). Já nas exportações são couro, produtos de irrigação, cachaça e cosméticos.

Fonte: Jornal de Uberaba/Rodolfo Natálio

    Terlogs     Mampaey     Antaq
             

Tche Digital

 

 

HPP

 

  Sinaval   Assine Portos e Navios