Marintec Navalshore

Porto do Rio deve ser realfandegado

A Companhia Docas do Rio de Janeiro (CDRJ) está prestes a solicitar, junto à Receita Federal, o realfandegamento de parte do cais público do Porto do Rio de Janeiro, depois de cinco anos sem a condição. Isso porque a última exigência do órgão aduaneiro para poder fazer essa solicitação, que era de a CDRJ disponibilizar um scanner para inspeção não invasiva, acaba de ser cumprida. A companhia assinou com a Multi-Rio Operações Portuárias contrato de compartilhamento de scanner, permitindo o uso do scanner do terminal. A Multi-Rio é arrendatária de um dos terminais de contêineres do Porto do Rio.

Restrito a assinantes