Porto de São Francisco do Sul recebe 15 boias articuladas

O Porto de São Francisco do Sul conta com 15 novas boias medindo entre 27 e 30 metros. O equipamentos — boias articuladas — serão instalados no canal de acesso ao complexo portuário.

As bases estarão fixadas no fundo do mar, com um peso (poita) de 12 toneladas e suas hastes ficarão visíveis a uma altura de 9 metros acima do nível da água, melhorando a observação por parte dos navegantes. Atualmente, as boias aparecem com 2,5 metros acima da água.

O lampejo dos novos instrumentos alcançará aproximadamente 10 milhas náuticas, equivalente a 18 quilômetros. Hoje, a luz chega a cerca de 3 milhas náuticas.

No total, foram adquiridas 21 boias, sendo 15 articuladas, para sinalizar a entrada do porto no canal externo; três (BL1) para alertar sobre perigos isolados e outras três, denominadas bóias cardinais (BLE).


Rimac


Outras 17 boias, já instaladas no canal de acesso, foram anteriormente reposicionadas para melhorar a sinalização, tomando como referência as atualizações dos mapas náuticos do canal de acesso ao porto.

O projeto foi aprovado pela Diretoria de Hidrografia e Navegação da Marinha do Brasil e deverá estar concluído até o final do ano.

A implantação do projeto ao longo dos 17 quilômetros do canal aumentará o índice de eficiência na segurança da sinalização náutica do Porto de São Francisco, medido pelo Centro de Auxílios à Navegação Almirante Moraes Rego, da Marinha do Brasil.

"O indicador deve passar dos atuais 85% para 95%, podendo chegar a 100%", explica o gerente de Apoio Marítimo, Eduardo Mendes, responsável pela instalação da nova sinalização.

O investimento para a aquisição das boias chegou a R$ 4,9 milhões. As boias articuladas, principal equipamento da nova sinalização, foram totalmente fabricadas na região.

Priner     Terlogs     Mampaey     AAPA
             

Tche Digital

 

 

Sinaval

 

  Sinaval   Assine Portos e Navios