Porto de Praia Norte será alternativa de escoamento da produção do corredor Centro-Norte

Instalado ás margens do Rio Tocantins, o Porto de Praia Norte contará com investimento de R$ 372 milhões. A expectativa é de que cerca de mil empregos sejam gerados.
O lançamento das obras do primeiro porto fluvial Interestadual do País, aconteceu na tarde deste sábado, 26, em Praia Norte.
O Porto de Praia Norte será uma alternativa de saída do corredor centro-norte, com o Tocantins ao centro, rumo ao Atlântico, entre os principais portos do Brasil, como o de Manaus e o de Belém.
De acordo com o Secretário Estadual de Industria e Comercio, João Telmo Valduga, o Porto de Praia Norte trará um reflexo muito positivo em toda a região norte e no estado do Tocantins. “Nos vamos começar a receber o transporte de Manaus, que é em torno de 1200 carretas por dia de Manaus a Belém, e nós vamos pegar uma fatia desse transporte. Se buscarmos 30%, nós vamos ter 350 por dia chagando aqui em praia norte”,afirmou.
O secretário ressaltou ainda, que o Porto abrirá um mercado consumidor muito grande.”Manaus hoje, é um a população 3,5 milhões de habitantes. Nós ainda pegaremos Santarém , parte do Belém, parte do Pará e da grande Amazônia. Nós calculamos em torno de 6 milhões de pessoas consumido diariamente produtos que nós vamos levar do Tocantins para essas regiões. Nos temos condição de competir com mercado interno do país” completou.
Segundo Valduga, o estado conseguirá produzir com custo bem menor de frete e irá agregar mais valores aos produtos que serão entregues com máximo de 7 dias, já que são Paulo demora cerca de 15 a 20 dias para fazer as entregas. “O Tocantins vai avançar nesse ponto, vamos melhorar a produção e aumentar a produção nosso estado e futuramente grande parte do mercado brasileiro vai canalizar pelo estado, chegando em Porto de Praia do norte para o mercado internacional” ressaltou.
Sobre as negociações com empresa Honda, o secretário disse que a Eurolatina, empresa que está fazendo grande parte da implantação já esta em negociação. “ Na realidade a moto Honda já esta solicitou um estudo e essa empresa que está fazendo o estudo já fez alguns projetos de transporte de Manaus ate Belém. A moto Honda hoje transporta 10% da produção de Manaus, ele transportam 120 carretas por dia”.

Fonte: Jornal Stylo

Fonte:

PUBLICIDADE

Incatep



    GHT     Jan de Nul     Antaq
             

Hidromares

 

 

Anuncie PN

 

  Sinaval   Assine Portos e Navios