Workshop Tomada de decisão - investimento em portos

Porto de Pelotas tem crescimento de 11% na movimentação

A movimentação de cargas no Porto de Pelotas, de janeiro a novembro, registrou aumento de 11% em relação ao mesmo período no ano passado. Até o momento foram movimentadas 907 mil toneladas. O volume supera ainda a movimentação total do ano de 2017. 

Segundo o chefe de divisão do Porto de Pelotas, Cláudio Oliveira, “o Governo do Estado do Rio Grande do Sul apostou na estrutura do porto pelotense para fortalecer a navegação interior do Estado. O trabalho realizado tirou o Porto do ostracismo e do déficit  para uma unidade superavitária”, afirma ele. O destaque da instalação portuária de Pelotas são as toras de madeira movimentadas pela hidrovia gaúcha. O projeto das toras, que seguem com destino a fábrica da Celulose Riograndense, em Guaíba, é um dos fatores que contribuem para a movimentação positiva. Além disso, clínquer e grãos também são movimentados. 

“Foram quatro anos trabalhando no sentido de resgatar e valorizar a hidrovia gaúcha e o Porto de Pelotas é símbolo disso. A parceria feita com a Celulose Riograndense é uma escola para que outras empresas possam ver o grande potencial logístico gaúcho”, afirma o diretor superintendente do Porto do Rio Grande, Janir Branco. A perspectiva é que a movimentação total de 2018 se aproxime de um milhão de toneladas colocando a instalação pelotense no mesmo patamar do Porto de Porto de Alegre. “Queremos um Estado cada vez mais logístico e integrado. E ter três portos fortes e dinâmicos são essenciais à esse processo”, conclui Branco.

Comentários

Cash Computadores

Assine Portos e Navios

Consórcio Águas Azuis

Brasil Offshore

Tche Digital

Assine Portos e Navios

Aapa

ABTP

Ricardo Sudaiha

Fenavega Abratec