Ecobrasil 2019

Pé na porta

Mulheres são maioria na gestão ambiental de portos e veem crescimento feminino nos demais cargos de chefia do setor

•  Não é novidade que a mulher tem conquistado cada vez mais espaço no mercado de trabalho. Porém, ainda há muitas barreiras impostas pela sociedade, que determina funções e responsabilidades sociais e trabalhistas definidas pelo sexo. Esse aspecto pode explicar por que, de acordo com o último estudo divulgado pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), em 2016, sobre estatísticas de gênero no país, os homens ainda ocupam 60,9% dos cargos gerenciais no mercado de trabalho, contra apenas 39,1% de mulheres.

E no setor portuário isso não é diferente. Apesar de mais mulheres ocuparem cargos nos portos do país atualmente, ainda é uma área majoritariamente ocupada por homens, sobretudo em cargos considerados mais técnicos e operacionais. Nos setores gerenciais e de chefia esse quadro se repete, porém, já se apresenta mais diversificado, com uma particular presença maior de mulheres atuando na gerência do setor de meio ambiente dos portos, especialmente os públicos.

Restrito a assinantes