Ordem de serviço do CTTC em 15 dias

Centro vai garantir formação de técnicos para os grandes empreendimentos no complexo do Pecém
Nos próximos 15 dias, o governo do Estado assinará a ordem de serviço para o início da construção do Centro de Treinamento Técnico do Ceará (CTTC), em Caucaia, com 9.100m² para capacitar mão de obra para as indústrias que estão se instalando no Complexo Industrial Portuário do Pecém (CIPP). A informação é da coordenadora de Educação Profissional da Secretaria da Ciência, Tecnologia e Educação Superior (Secitece), Hortência Sucupira.
A obra será executada em 14 meses. Pela previsão, o CTTC poderá capacitar em torno de 12 mil pessoas por ano. O CTTC está orçado em R$ 26,1 milhões. Do total de recursos, R$ 14,7 milhões (destinados à construção) vieram de emenda no orçamento do Ministério da Ciência e Tecnologia colocadas pelos deputados Ariosto Holanda e Paulo Henrique Lustosa. Com a contrapartida R$11,4 milhões do Estado, serão adquiridos os equipamentos e material permanente do CTTC.
De início, a unidade irá ofertar formação inicial continuada cursos modulados de 80 a 240 horas nas áreas de construção civil, eletromecânica, química e petroquímica. "São as áreas que apresentam os empreendimentos de maior porte, principalmente refinaria, siderúrgica, termelétrica e outras empresas", justifica Hortência.
A demanda por mão de obra para a Siderúrgica, levantada pela Agência de Desenvolvimento do Estado do Ceará (Adece), é de 47.637 profissionais; a da Refinaria é de 31.839 trabalhadores. O levantamento também define os cursos demandados e o número de alunos a serem atendidos pelo CTTC.
Audiência
A formação de mão-de-obra para o CIPP foi tema, na última terça-feira, de audiência pública na Assembleia Legislativa. O presidente da Comissão de Ciência e Tecnologia, deputado Roberto Cláudio, comentou que "o ensino médio em dois tempos, ofertando ensino técnico, terá papel decisivo na mudança do destino dos jovens".

Fonte: Diário do Nordeste (CE)