Com expectativas otimistas, o setor portuário privado deu boas-vindas ao ministro Tarcísio Gomes de Freitas que assumiu, nesta quarta-feira (2/1), o Ministério da Infraestrutura. A Pasta, que substitui o Ministério dos Transportes, Portos e Aviação Civil, conduzirá os temas relativos à infraestrutura logística e de transporte de cargas do país.

Presente na cerimônia de apresentação do novo ministro, o diretor-presidente da Associação dos Terminais Portuários Privados (ATP), Murillo Barbosa, destacou que o gestor escolhido pelo presidente Jair Bolsonaro reúne qualidades importantes para o cargo. “Vemos de forma positiva a nomeação de um perfil técnico, com ampla experiência no setor. Acreditamos que será uma gestão positiva para a infraestrutura do país”, considerou Barbosa.

Em seu discurso, o novo ministro afirmou ser uma prioridade do governo federal a ampliação dos investimentos nos setores de infraestrutura e propõe uma aproximação ainda maior com o setor privado. “É necessário fazer um rearranjo institucional que nos dê resultado. Para isso, teremos muito diálogo com o setor privado, em busca de soluções adequadas para atender as principais demandas dos portos, das rodovias e das ferrovias, para que sejam solucionadas durante meu mandato”, disse. De acordo com Freitas, entre as ações prioritárias estão os portos do Arco Norte e a finalização da BR-163.

 

“Neste novo ciclo de responsabilidades, vamos colocar mais um tijolo nessa caminhada, honrando o trabalho dos que já passaram por esse cargo, mas também, possibilitando os investimentos na infraestrutura, para garantir o aumento da competitividade do país”, ressaltou. Freitas lembrou ainda os passos para desburocratização, a partir da transformação digital, utilizando a tecnologia da informação para facilitar os trâmites para setor produtivo, também responsável por geração de empregos.

Comentários


Cash Computadores



Syndarma

ABTP

Abac

Antaq

TMSA

Assine Portos e Navios

ABTP

Sobena

Fenavega Abratec