Com expectativas otimistas, o setor portuário privado deu boas-vindas ao ministro Tarcísio Gomes de Freitas que assumiu, nesta quarta-feira (2/1), o Ministério da Infraestrutura. A Pasta, que substitui o Ministério dos Transportes, Portos e Aviação Civil, conduzirá os temas relativos à infraestrutura logística e de transporte de cargas do país.

Presente na cerimônia de apresentação do novo ministro, o diretor-presidente da Associação dos Terminais Portuários Privados (ATP), Murillo Barbosa, destacou que o gestor escolhido pelo presidente Jair Bolsonaro reúne qualidades importantes para o cargo. “Vemos de forma positiva a nomeação de um perfil técnico, com ampla experiência no setor. Acreditamos que será uma gestão positiva para a infraestrutura do país”, considerou Barbosa.

Em seu discurso, o novo ministro afirmou ser uma prioridade do governo federal a ampliação dos investimentos nos setores de infraestrutura e propõe uma aproximação ainda maior com o setor privado. “É necessário fazer um rearranjo institucional que nos dê resultado. Para isso, teremos muito diálogo com o setor privado, em busca de soluções adequadas para atender as principais demandas dos portos, das rodovias e das ferrovias, para que sejam solucionadas durante meu mandato”, disse. De acordo com Freitas, entre as ações prioritárias estão os portos do Arco Norte e a finalização da BR-163.

 

“Neste novo ciclo de responsabilidades, vamos colocar mais um tijolo nessa caminhada, honrando o trabalho dos que já passaram por esse cargo, mas também, possibilitando os investimentos na infraestrutura, para garantir o aumento da competitividade do país”, ressaltou. Freitas lembrou ainda os passos para desburocratização, a partir da transformação digital, utilizando a tecnologia da informação para facilitar os trâmites para setor produtivo, também responsável por geração de empregos.

Comentários

Schottel

Mackay Marine

Consulado Geral dos Paises Baixos

Syndarma

ABTP

Abac

Tche Digital

TMSA

Assine Portos e Navios

Abeam

Sobena

Fenavega Abratec

 

Ecobrasil