Curso H

Novas áreas para o ‘ship-to-ship’

Maioria de operações ocorre com navios atracados. Expectativa de STS em alto-mar na BA e no ES
• Dados da Diretoria de Portos e Costas da Marinha apontam que as operações atracadas (double banking) de ship-to-ship (STS) em portos e terminais portuários nacionais foram as mais executadas em 2019, seguidas pelas operações em mar aberto e fundeadas. De acordo com a DPC, as operações em mar aberto ainda ocorrem apenas na área autorizada da Bacia de Santos. No entanto, o setor percebe movimentações para que áreas das costas do Espírito Santo e da Bahia iniciem esse tipo de operação este ano ou em 2021, tendo em vista a expansão desse segmento de mercado em águas jurisdicionais brasileiras.

Restrito a assinantes