Abratec

Nova rota de carga para Pernambuco

O transporte aéreo de cargas ligando São Paulo ao Recife ganha mais uma rota a partir de hoje. Comprovação do grande momento da economia pernambucana e nordestina, o voo da ABSA Cargo Airline terá a frequência de cinco vezes por semana, saindo de terça a sábado da capital paulista pela manhã para o Aeroporto Internacional dos Guararapes e seguindo depois para Fortaleza, no Ceará. A aeronave tem capacidade para transportar 57 toneladas e a proposta é que ela ajude a alimentar empreendimentos de grande porte como o Complexo Portuário de Suape.
Aeronave tem capacidade para transportar 57 toneladas de clientes de vários segmentos industriais Foto: ABSA/Divulgação
A estrutura implantada pela empresa deve gerar cerca de 80 empregos diretos e indiretos nas duas cidades nordestinas. A ABSA está sediada em Campinas, interior de São Paulo, e está no mercado há 15 anos, mas concentra suas atividades em voos internacionais. Atualmente, opera em aproximadamente 110 destinos em todo o mundo. O trabalho com voos domésticos foi retomado apenas há um ano, com a criação de uma rota São Paulo/Manaus.
O sucesso da experiência foi o que motivou a empresa a ampliar suas ramificações no território nacional. A rota já tem 10 voos semanais, com 97% de ocupação média. A entrada no Nordeste será feita aos poucos. O voo inicialmente partirá de São Paulo às 4h30, com chegada ao Recife prevista para as 7h25. Depois, o avião segue para Fortaleza, onde deve aterrissar às 9h. O retorno direto do Ceará para o maior centro econômico do país está marcado para as 23h.
Além dos resultados em sua primeira rota doméstica, a diretoria da ABSA credita a implantação de um voo ligando São Paulo às duas metrópoles regionais a expansão da economia nordestina. A intenção, diz Alexandre Silva, gerente de Vendas da companhia, é funcionar como uma ponte entre os produtores locais e o mercado externo, para os quais frequentemente é preciso passar pelo Sudeste.
"Nosso objetivo é surfar na oportunidade macroeconômica que o mercado nordestino vem gerando com um crescimento acima da média do país. Os produtores terão a chance de embarcar do Recife para São Paulo e, daqui, para todos osvoos que já operamos para o exterior", explica Silva.
De acordo com ele, o diferencial que a ABSA traz para o mercado local é a disponibilidade ampla para carga, já que a aeronave tem capacidade para volumes com até 10 metros de comprimento. "Com uma aeronave grande, que não leva passageiros, a carga não precisa ser parcializada em um espaço restrito e exposta a riscos como a avaria", diz o gerente da empresa.
A empresa terá como principais clientes os segmentos das indústrias automotiva, farmacêutica, eletrônica e têxtil. Vai atuar tanto transportando cargas de São Paulo para o Recife e Fortaleza como no inverso. A ABSA terá um departamento comercial local sediado no Aeroporto dos Guararapes. Todas as operações serão contratadas através de agentes de carga.

Fonte: Diário de Pernambuco


Marintec Navalshore