Marintec Navalshore

Movimentação de contêineres cresce 33% em setembro em Itajaí

O mês de setembro foi um mês positivo e estável para o Complexo Portuário de Itajaí. O relatório de estatísticas, divulgado pela autoridade portuária, aponta que a movimentação de contêineres, na APM Terminals (berços 01 e 02) e Cais Público (berços 03 e 04), cresceu 33%. Em comparação a setembro de 2018, foram movimentados 42.988 TEUs (Unidade de medida equivalente a um contêiner de 20 pés), contra 32.362 TEUs.

O relatório também indicou expansão na movimentação de cargas no porto público. No comparativo ao mesmo período de 2018, a tonelagem movimentada passou de 387.795 para 456.154, destacando um crescimento de 18%.

“Os investimentos que fizemos em infraestrutura, desde a finalização dos berços até as obras da Bacia de Evolução tem proporcionado essa ascensão das nossas atividades. E toda a cidade se beneficia dessa ascensão. A Prefeitura, a Superintendência do Porto de Itajaí, a comunidade em geral, os empresários e, principalmente, os trabalhadores que atuam diretamente com a atividade portuária ganham com isso”, enfatiza Volnei Morastoni, Prefeito de Itajaí.

Publicidade
Catálogo da Indústria Marítima

 

No saldo geral do Complexo, o índice mais expressivo foi registrado na quantidade de TEUs movimentados, com crescimento de 12% - passando de 97.035 TEUs em 2018 para 108.716 unidades em 2019.

Comparados os últimos 12 meses (outubro de 2018 a setembro 2019) aos 12 meses anteriores (outubro de 2017 a setembro de 2018), a movimentação de contêineres apresentou 44% de crescimento.

“Temos mantido um patamar de movimentação que está se tornando padrão. A projeção para esse ano é de crescimento em torno de 6% a 7% na movimentação de contêineres, entre 7% e 8% nas cargas e 7% na atracação de navios, isso levando em consideração todo o Complexo (Cais Público, APM Terminals e Terminais de Uso Privados - TUPS). No recinto do Cais Público e APM Terminals esse crescimento deve variar em torno de 25% a 26% na movimentação de containers e 29% na movimentação de cargas. Esses resultados mostram a importância de a estrutura de berços estar totalmente operacional, da área de armazenagem estar recuperada, e da manutenção da dragagem estar em dia”, destaca Heder Cassiano Moritz, técnico em nível superior da Superintendência do Porto de Itajaí.

O relatório aponta o registro de 91 embarcações, que movimentaram 1.173.274 toneladas. Das atracações, 40 foram na APM Terminals e Cais Público, 45 na Portonave, duas na Teporti, uma na Poly Terminals e três no Terminal Barra do Rio.

Para Heder, o tempo bom tem colaborado para as operações. Em setembro foram registradas 34 horas de impraticabilidade na barra, devido a neblina e fortes ventos, mas foram curtos períodos de tempo. “A transição entre o inverno e a primavera é sempre preocupante, mas esse ano tivermos pouca chuva, evitando o fechamento da barra por correnteza”, reforça.

Fonte: Ascom Porto de Itajaí

Comentários

ABB

Assine Portos e Navios

Consórcio Águas Azuis

Syndarma

Envie uma pauta

Conapra

FGV Transportes

Aapa

Tche Digital

Sobena

Sinaval Abratec