Empresas de apoio portuário investem e firmam parcerias para permanecerem bem posicionadas

• As incertezas da economia brasileira e mundial não impediram as empresas de apoio portuário de investir e firmar parcerias para permanecerem bem posicionadas no mercado. O motivo é a grande competitividade nesse segmento, que teve nos últimos anos a entrada de novos players e a incorporação de algumas empresas por eles. A potência dos rebocadores em operação no Brasil aumentou e os novos modelos são encomendados com mais de 60 toneladas de tração estática (bollard pull). As operadoras de rebocadores projetam a estabilidade das operações de navios graneleiros e acreditam que as oportunidades na área de petróleo e gás dependem de uma recuperação que só deve ocorrer a médio prazo.