AdvertisementAGI Brasil

Maersk eleva projeções e lança programa de recompra de ações de US$ 1,6 bi

A gigante de transporte A.P. Moller-Maersk lançou um programa de recompra de ações de US$ 1,6 bilhão, após aumentar a projeção de Ebitda (lucro antes de juros, impostos, depreciações e amortizações) para uma faixa entre US$ 8 bilhões e US$ 8,5 bilhões para 2020. Segundo a empresa, o programa de recompra foi apoiado pelos fortes lucros e geração de caixa.

A projeção anterior do Ebitda era de US$ 7,5 a US$ 8 bilhões e a primeira fase do programa de recompra, de US$ 500 milhões, está prevista para ocorrer de 1º de dezembro a abril de 2021.

A empresa dinamarquesa, vista como um termômetro para o comércio global, relatou uma recuperação mais forte do que o esperado na demanda, em parte impulsionada por um aumento nos consumidores americanos que compram produtos do Extremo Oriente.
As vendas caíram 1,4%, para US$ 9,9 bilhões nos três meses até 30 de setembro, e o Ebitda aumentou 39%, para US$ 2,3 bilhões — em linha com a atualização comercial da empresa no mês passado.
A demanda por remessas despencou no início deste ano com a epidemia de coronavírus, levando a Maersk — que movimenta cerca de um quinto dos contêineres mundiais — a suspender sua projeção para o ano inteiro em março. A demanda global de contêineres diminuiu 4,7% no primeiro trimestre, antes de cair 10% no segundo trimestre.

Fonte: Valor


Rio Oil & Gas 2020



Marintec Navalshore