Logística ganha centro de estatística no ano que vem

Referência no segmento, Jundiaí vai conhecer os números da região A ABEPL (Associação Brasileira de Empresas e Profissionais de Logística), com sede em Jundiaí, inaugura em 2010 seu departamento de estatísticas, que fará o levantamento e o estudo dos indicadores do setor na região, no Estado e até no país. Trata-se de um projeto inédito no Brasil que tem o objetivo de conhecer os números movimentados pela logística, como quantas empresas compõem o setor, quantos empregos existem e o montante de impostos pagos ao governo federal. Conforme o presidente da associação, Luciano Rocha, o trabalho será desenvolvido pela professora de economia da Unicamp e vice-presidente de desenvolvimento e pesquisa da ABEPL, Cássia Galvão, que contará com o apoio da USP (Universidade de São Paulo), FGV (Fundação Getúlio Vargas), PUC (Pontifícia Universidade Católica) e Unicamp (Universidade de Campinas). “Há tempos somos cobrados nesse sentido e só tínhamos dois caminhos a percorrer: ou garimpar as informações, o que seria impreciso, ou buscar informações nas universidades, onde esses estudos já são feitos.” Gigante do setor vem para o país O representante da Sociedade de Logística Internacional da China, Li Chunyu, participou nesta quinta-feira de uma reunião em Jundiaí entre os setores logísticos da cidade e membros do Executivo. Considerado um dos maiores operadores de logística do mundo, atuante nos segmentos de armazenagem e transporte terrestre, marítimo, ferroviário e aéreo, segundo Chunyu, a empresa elegeu o Brasil como porta de entrada para a América do Sul. “Esperamos estabelecer boas parcerias, independentemente dos incentivos que o município [Jundiaí] nos ofereça”, afirmou Chunyu. Caso a previsão se confirme, haverá a criação de 20 a 30 postos de trabalho diretos. Atualmente, a movimentação financeira anual da empresa gira entre três e US$ 5 milhões. A próxima visita a Jundiaí está marcada para 2010. “Será uma visita técnica, com as secretarias e os empresários”, afirmou. Bigardi pede criação de frente paulista O deputado estadual Pedro Bigardi (PT) encaminhou pedido à presidência da Assembleia Legislativa para a criação da Frente Parlamentar de Logística e Transporte. Diferente da frente parlamentar existente no Congresso Federal, cuja discussão está vinculada ao escoamento da produção agrícola, a frente paulista, segundo Bigardi, será mais ampla. “Pretendemos montar uma agenda de trabalho e envolvermos todas as empresas e os profissionais para conseguirmos expandir o setor, sobretudo na área de transporte, na qual São Paulo tem destaque”, explica. A frente conta com o apoio da ABEPL e de outros cinco deputados de diversas legendas: PSB, PT, PPS, PRB e PDT. Bigardi, como autor da proposta, será o coordenador da frente. “Creio que até o final do mês de janeiro estaremos realizando nossa primeira reunião de trabalho. Estamos convidando todas as empresas de logística para participar”, afirma.(Fonte: BOM DIA/Gustavo Beraldi)

Priner     Terlogs     Mampaey     AAPA
             

Tche Digital

 

 

Sinaval

 

  Sinaval   Assine Portos e Navios