Abratec

LLX, de Eike Batista, contrata financiamento de R$ 1,2 bi com BNDES para Porto Sudeste

O prazo total é de dez anos, com carência de dois anos e amortização em oito anos
SÃO PAULO - A LLX, empresa de logística do grupo EBX, do empresário Eike Batista, informa que sua subsidiária LLX Sudeste Operações Portuárias assinou, com o Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES), contratos definitivos de financiamento de longo prazo para a implementação do Porto Sudeste. O financiamento, no valor total de R$ 1.212,8 bilhão é composto por duas operações: a primeira, no valor de R$ 407,7 milhões, no âmbito do Programa de Sustentação do Investimento (BNDES-PSI), e a segunda, no valor de R$ 805,1 milhões, foi estruturada na modalidade project finance.
Segundo comunicado da empresa, o financiamento no âmbito do BNDES-PSI tem taxa de juros fixa de 4,5% ao ano e destina-se à aquisição de equipamentos nacionais. O prazo total é de dez anos, com carência de dois anos e amortização em oito anos. O financiamento na modalidade de project finance foi estruturado com taxa de juros de TJLP +2,18% ao ano e prazo total de doze anos, com carência de dois anos e amortização em dez anos.
O Porto Sudeste, localizado no município de Itaguaí, a 80 quilômetros da cidade do Rio de Janeiro, e a dois quilômetros da malha ferroviária da MRS, está sendo desenvolvido como um terminal portuário privativo de uso misto, com profundidade de 20 metros e com capacidade para movimentar 50 milhões de toneladas de minério de ferro por ano na sua primeira fase. De acordo com informações da empresa, a obra deverá ser concluída ao final de 2011 e o Porto Sudeste deverá escoar a produção das minas da MMX Mineração e Metálicos localizadas em Minas Gerais e de outros produtores de minério de diversas áreas do quadrilátero ferrífero desse Estado.

Fonte: Agência Estado /Fátima Laranjeira

 


Catálogo da Indústria Marítima



Marintec Navalshore