Licença em mãos - Ibama libera BPT para operar

O Instituto Nacional do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (Ibama) concedeu, em julho, a licença de operação para a Brasil Terminal Portuário (BTP). O documento, com vigência de seis anos, permite à empresa operar o seu terminal multiuso na região da Alemoa, à margem direita do porto organizado de Santos. A BTP informa que o terminal inicia suas atividades de forma parcial, na medida em que ainda é aguardada a conclusão dos serviços de dragagem de aprofundamento do canal de navegação e do acesso ao terminal. A licença foi emitida após seis anos entre estudos, definição de projetos, obras de remediação e civis de construção do terminal. A licença do Ibama abrange instalações do terminal, como a bacia de atracação, os 400 metros de cais acostável, os 140 mil metros quadrados do pátio de contêineres, além de edificações administrativas e estruturas de apoio como os portões de acesso. O pátio abriga oito portêineres e 26 transtêineres.
Há cerca de um ano, a BTP concluiu o processo de remediação da área onde o terminal está instalado. Com duração de 30 meses e um investimento de R$ 257 milhões, o trabalho utilizou duas metodologias, retirando um total de 1,14 milhão de toneladas de material (711 mil metros cúbicos), que foi enviado para o aterro industrial de Caieiras, em São Paulo. A Companhia de Tecnologia de Saneamento Ambiental (Cetesb) emitiu parecer técnico favorável em junho de 2012.
O diretor presidente da BTP, Henry Robinson, conta que o próximo passo é o cumprimento da dragagem da bacia de evolução e do canal, por parte da Companhia Docas do Estado de São Paulo (Codesp) e da Secretaria de Portos (SEP). Com área total de 490 mil metros quadrados, o terminal é um projeto de R$ 2 bilhões. A BTP é uma joint venture entre a Terminal Investment Limited (TIL) e a APM Terminals e tem capacidade para movimentar 1,2 milhão de TEU’s e 1,4 milhão de toneladas de granéis líquidos.

Comentários

ABB

Assine Portos e Navios

Pesa

Syndarma

OTC Brasil

Tche Digital

Assine Portos e Navios

Aapa

Abeam

Sobena

Sinaval Abratec