Justiça libera carga de 15 mil t de aço turco retida desde dezembro no Porto de Vitória

Descarregamento do material estava proibido mediante denúncia de má qualidade
A Justiça do Espírito Santo liberou a carga de 15 mil t de aço turco retida desde o dia 12 de dezembro no porto de Vitória sob suspeita de má qualidade. Os vergalhões foram importados da siderúrgica Kaptan Demir pela trading Intermesa.
Na época, o Instituto Aço Brasil, que representa as siderúrgicas brasileiras, denunciou o material alegando problemas como falha de padrão nas bitolas dos feixes de aço, supostamente fora das especificações do Inmetro (Instituto Nacional de Metrologia, Normalização e Qualidade Industrial), e trincas nas barras de 10 mm quando submetidas ao ensaio de dobramento.
Para o desembargador Fabio Clemente de Oliveira, da 1ª Câmara Cível do Tribunal de Justiça do Espírito Santo, porém, como a qualidade do aço foi atestada pelo Instituto Falcão Bauer, credenciado ao Inmetro, e contratada pela importadora Intermesa, não havia nada o que ser contestado. "O material está liberado, podendo a Intermesa, importadora do aço, dar a destinação que quiser ao material", conta Tatiana Magalhães Florence, advogada da Kaptan Demir.
O Instituto Aço Brasil foi procurado pela reportagem, mas ainda não se pronunciou sobre o assunto.

Fonte:piniweb/Ana Paula Rocha

    Terlogs     Mampaey     Antaq
             

Tche Digital

 

 

HPP

 

  Sinaval   Assine Portos e Navios