Itapoá nasce com o maior calado de Santa Catarina

De Florianópolis - O Porto de Itapoá deverá ser o de maior profundidade em operação em Santa Catarina. Com recursos do grupo Battistella, Aliança/Hamburg Süd e do Fundo Logística Brasil FIP, gerido pela BRZ Investimentos, ele terá 16 metros de profundidade, com previsão de começar as atividades em julho de 2010.

Gerson Schmitt, presidente da holding Battistella, disse que com essa profundidade, o novo porto terá "condições imbatíveis de competição" na região porque poderá operar com navios com capacidade de até 10 mil TEUs (contêineres de 20 pés).

O porto de Itapoá está atualmente com 80% das suas obras concluídas. Trata-se de um investimento em três fases. Inicialmente, ainda em 2010, a intenção é ter capacidade de operação de 300 mil contêineres/ano. Mas em cinco anos, depois de concluídas duas outras etapas de ampliação, Schmitt acredita que o porto poderá movimentar 1 milhão de contêineres/ano.

Os investimentos no porto chegam próximos a R$ 400 milhões e contemplam 630 metros de pier construídos a 230 metros da costa. Parte dos investimentos - um total de R$ 330 milhões - foi conseguida por meio de um financiamento via Project Finance, cujos recursos foram aportados pelos fundos Funcef e Petros.

Com o porto de Itapoá, a região norte de Santa Catarina, na divisa com o Paraná, terá o maior complexo portuário do país, segundo Schmitt. Serão seis portos (cinco catarinenses e mais Paranaguá, no Paraná) em um raio de aproximadamente 400 quilômetros.(Fonte: Valor Econômico/VJ)

    Terlogs     Antaq     Antaq
             

Tche Digital

 

 

Sinaval

 

  Sinaval   Assine Portos e Navios