Marintec Navalshore

Itajaí e Ponta da Madeira lideram rankings ambientais da Antaq

O Porto de Itajaí, com 99,48 pontos, assumiu a liderança do ranking do Índice de Desempenho Ambiental (IDA), divulgado nesta quinta-feira (26). Entre os portos públicos, o porto catarinense é seguido por Paranaguá, com o índice de 99,29, Itaqui (95,48) e Pecém (90,80). Com 83,32 pontos, Santos ocupa a quinta posição da listagem, cujos dados são consolidados pela Agência Nacional de Transportes Aquaviários (Antaq).


No grupo dos terminais de uso privado, os melhores resultados foram obtidos pelos TUPs de Ponta da Madeira, que alcançou o índice de 91,79 pontos, Portonave (87,84) e TIG — Terminal da Ilha Guaíba (87,34). Esta é a 11ª avaliação que a Antaq realiza sobre o desempenho ambiental dos portos públicos e a segunda envolvendo os terminais privados. Nesta edição, foram avaliados 31 portos públicos e 98 terminais de uso privado. As informações apuradas pela agência são referentes a 2018.


Publicidade
Catálogo da Indústria Marítima

 

Os três maiores saltos em desempenho, na comparação com 2017, foram registrados pelo Porto de Ilhéus (BA), que avançou de 42,43 pontos para 68,63. Na sequência, o Porto de Santana (AP) pulou de 26,87 para 46 pontos. O Porto de Aratu (BA), que nessa última avaliação atingiu 58,72 pontos, havia registrado 40,81 pontos em 2017. Já entre os terminais privados, os de Ilha da Guaíba (RJ), AIVEL (RO), e Itapoá (SC) tiveram as maiores variações positivas, com 24,80, 23,50 e 22,90 pontos de diferença em relação à avaliação anterior, respectivamente.

O IDA é composto por 38 indicadores relacionados a conformidades legais vigentes no país e boas práticas em gestão ambiental, saúde e segurança de operações. Entre os tópicos avaliados estão a situação da licença ambiental e a existência de licença de operação, quantidade e qualidade de técnicos no núcleo ambiental, prevenção de riscos, auditoria ambiental, ação de retirada de resíduos de navios, consumo e eficiência no uso de energia, monitoramento da fauna e da flora e planos de contingência de saúde.

A agência observou evolução no atendimento das conformidades ambientais pelos portos públicos. “Dos 31 portos públicos avaliados, 17 apresentaram variação positiva em relação ao levantamento anterior. Já entre os terminais privados, apenas 21 mostraram evolução na comparação 2018/2017”, avaliou o gerente de meio ambiente e sustentabilidade da Antaq, Marcos Maia Porto.

Comentários

Cash Computadores

Assine Portos e Navios

Consórcio Águas Azuis

Syndarma

Abac

Conapra

FGV Transportes

Aapa

Tche Digital

Sobena

Sinaval Abratec