Guardas portuários da CDRJ participam de treinamento para operação com drones

Foi realizado no dia 9 de maio, no Píer Mauá, o primeiro treinamento para qualificar os guardas portuários da Companhia Docas do Rio de Janeiro (CDRJ) na operação de drones. O equipamento atende as normas do Código Internacional para Proteção de Navios e Instalações Portuárias (International Ship and Port Facílity Security Code – ISPS Code).

Participaram do treinamento 15 guardas dos quatro portos fluminenses sob a administração da CDRJ (Rio, Itaguaí, Niterói e Angra dos Reis), sendo uma guarda feminina. Os participantes conheceram detalhes sobre o funcionamento de diferentes marcas de drone, além de operarem os equipamentos, entendendo sua versatilidade para atender às demandas da segurança portuária.

O treinamento faz parte de uma série de ações da Superintendência da Guarda  Portuária da CDRJ que, com o apoio da Presidência,  vem promovendo uma rotina quase diária de exercícios e simulados, treinando colaboradores dos quatro portos para situações de risco e para atenderem às normas de segurança oficiais.

Publicidade
Catálogo da Indústria Marítima

 

A partir deste treinamento, a ideia é implementar um amplo projeto, onde os drones possam auxiliar não somente nos assuntos referentes à segurança vinculados à Guarda Portuária, mas também no controle de acesso aquaviário e nas ações de fiscalização da área de meio ambiente, por exemplo.

Como Estado-membro da Convenção SOLAS, desde os anos 80, o Brasil assumiu o compromisso de implementar o Código ISPS, que entrou em vigor em julho de 2004, após os atentados terrorista de 11 de setembro de 2001, nos Estados Unidos. O Código ISPS estabelece regras que tornam os navios e instalações portuárias mais seguras, dentre elas, maior controle de entrada e saída de pessoas e veículos nas instalações portuárias e instalação de sistema de vigilância no porto e no cais. A Convenção Internacional para a Salvaguarda da Vida Humana no Mar (SOLAS) estabelece padrões mínimos para a construção de navios, a segurança, os procedimentos de emergência e inspeções e emissão de certificados.

Fonte: CDRJ

Comentários

 

 

Reportagens da edição 702

Presença a bordo

08 Jul 2019 18:07 Navegação

Empresas pedem manutenção das vagas na formação para não faltar marítimos. Sindicato cobra equilíbrio entre oferta e demanda • O mercado de navegação no Brasil apresenta oferta de marítimos superior à...

Legal Seminar

08 Jul 2019 18:07 Indústria naval

Considerado o mais importante mercado “offshore” fora do Mar do Norte, o Brasil também atraiu a atenção de armadores noruegueses em evento paralelo • A primeira apresentação deu uma visão das...

Mercado de gás

08 Jul 2019 18:07 Indústria naval

As oportunidades no setor de gás no Brasil também foram debatidas no evento.  A superintendente de Oléo e Gás do estado do Rio de Janeiro, Cristina Pinho, deu um quadro...

Brasil na Nor-Shipping

08 Jul 2019 18:07 Indústria naval

Pela terceira vez o Brasil promove um seminário durante o evento • Se neste ano o clima do evento em geral já era mais leve que nas edições anteriores, no caso...

Leia mais reportagens da edição impressa

Cash Computadores

Assine Portos e Navios

Consórcio Águas Azuis

Container Institute

Envie uma pauta

Tche Digital

Sobena

Aapa

ABTP

Sobena

Fenavega Abratec