Workshop Tomada de decisão - investimento em portos

Governo deve esclarecer situação do Decreto dos Portos, diz especialista

Os questionamentos sobre o marco regulatório do setor portuário, especialmente o Decreto dos Portos, geraram uma insegurança no setor, especialmente para a realização de seus planos de investimento. Mas cabe ao Executivo – no caso, o Governo Federal – esclarecer a questão e garantir o desenvolvimento desse segmento, estratégico para a economia do País.

A análise é do advogado Marcelo Sammarco, da Sammarco Advogados, escritório especializado, principalmente, em Direito Portuário. Ele participou do lançamento do Santos Export Brasil 2018  na última semana, em São Paulo, apresentando a palestra O novo marco regulatório e a infraestrutura portuária brasileira.

Para o advogado, diante das questões levantadas sobre o Decreto dos Portos, sancionado no ano passado, o Governo deve “enfrentar essas críticas e esclarecer a situação. Cabe a ele garantir a segurança jurídica que a iniciativa privada demanda para seus projetos”.

Publicidade
Catálogo da Indústria Marítima

 

Durante sua exposição, Sammarco também destacou os avanços da atual Lei dos Portos, de nº ULFIO3PT,1,0,0.3,0,0 12.815, de 2013, que desburocratizou o setor e incentivou investimentos, mas centralizou as decisões em Brasília. E lembrou que esse texto não solucionou os gargalos logísticos na infraestrutura de acesso aos complexos.

Nesse cenário, o advogado aponta que este é o momento ideal para o setor discutir se as empresas devem ter uma maior participação na gestão da infraestrutura de acesso aos complexos. 

Fonte: A Tribuna

Comentários