Governador autoriza construção de 400 casas para famílias em áreas de risco em Paranaguá

O governador Orlando Pessuti autorizou nesta quinta-feira (20) a construção de 400 casas que vão atender as famílias que moram em ocupações irregulares na Vila Becker e canal da Anhaia, em Paranaguá. Localizadas ao lado do terminal portuário de combustíveis do Porto de Paranaguá, as ocupações estão cercadas por empresas que movimentam cargas de produtos químicos e combustíveis sujeitos à explosão, uma situação de risco que dura 40 anos.
“Vamos solucionar este triste e grave problema destas famílias e transferi-las para um lugar seguro”, afirmou o governador em solenidade para assinatura de convênio na sede do Porto de Paranaguá. Pessuti disse que a solução só foi possível pelo entendimento e parceria entre a prefeitura de Paranaguá, Porto de Paranaguá e Cohapar (Companhia de Habitação do Paraná).
O convênio de R$ 21,8 milhões foi assinado pelo governador, o presidente da Cohapar, Everaldo Moreno, o superintendente da Administração dos Portos de Paranaguá e Antonina (Appa), Mário Lobo Filho, e o prefeito de Paranaguá, José Baka Filho. “Estamos atendendo a uma situação grave e mudando a realidade das pessoas”, disse Moreno, acrescentando que o Porto ganhará uma área para a expansão do terminal.
“Esta parceria é fundamental porque retira 400 famílias de uma área onde estão expostas a muitos riscos”, disse Mário Lobo. “Eles vão para um local onde serão proprietários de suas casas com ótimo padrão construtivo da Cohapar”. Para o prefeito Baka, a nova área é “nobre e digna, longe da insalubridade, e é para onde o Plano Diretor direciona o crescimento de nossa cidade”.
O presidente da Associação dos Moradores da Vila Becker, Renato Francisco da Silva, que mora há 9 anos no lugar, disse que todos estão ansiosos pela execução do projeto. “Temos medo de que ocorra uma explosão ou vazamento”.
O início das obras está previsto para daqui 90 dias, depois das licitações que irão contratar a empresa para construir as primeiras 232 casas. As famílias vão morar em novas casas de 52 metros quadrados.
A região onde será feita a obra com 192 mil metros quadrados, conhecida como Porto Seguro, tem potencial de valorização por concentrar escolas, que reúnem mais de mil alunos. O local permite vários tipos de melhorias como praças e parques e contará com infraestrutura de saneamento, energia elétrica e pavimentação.
No local existe o Instituto Federal de Educação Ciência e Tecnologia, que recebe novos investimentos e atenderá, ao final das obras, até 550 estudantes. Na mesma área estão as escolas Tramuja Filho e Porto Seguro, ambas com capacidade para até mil alunos.
SOLUÇÃO – De acordo com o convênio, a Cohapar entra com os terrenos, o projeto e a construção, e a Appa com os recursos. Com a doação de 179 lotes pela prefeitura de Paranaguá, além dos 265 terrenos cedidos pela Cohapar, o Governo do Estado conseguiu assegurar 100% da área e dos recursos necessários para a construção do bairro.

Fonte:Agência Estadual de Notícias

PUBLICIDADE

Incatep



    GHT     Jan de Nul     Antaq
             

Tche Digital

 

 

Anuncie PN

 

  Sinaval   Assine Portos e Navios