Marintec Navalshore

Fôlego renovado

Virada de ano reabre consultas e motiva fornecedores de equipamentos de movimentação portuária

• Após retração nos últimos anos, fornecedores de equipamentos de movimentação portuária esperavam ativação de encomendas em 2018. Essa recuperação se concretizou parcialmente após o resultado das últimas eleições. Na avaliação das empresas, ainda é cedo para comemorar, porém já é possível perceber um leve aumento nas vendas e nas consultas de equipamentos desde o final do ano passado. O governo ainda tem dificuldades para licitar arrendamentos e alguns projetos de novos terminais privados não se concretizaram. As expectativas estão depositadas na viabilização de projetos de terminais privados e novas concessões.

Devido ao ambiente econômico nos últimos anos, a fim de sobreviver e manter custos de manutenção, a maioria dos operadores portuários tem mantido recursos destinados basicamente à movimentação diária do terminal e sem novas negociações para compras maiores. O diretor da ZPMC na América do Sul, Xu Bo, confirma que o cenário de recessão da economia brasileira levou ao desempenho mais baixo dos operadores portuários e adiou a compra de novos equipamentos.

Restrito a assinantes

Cash Computadores

Assine Portos e Navios

Consórcio Águas Azuis

Syndarma

Envie uma pauta

Conapra

FGV Transportes

Aapa

Tche Digital

Sobena

Sinaval Abratec