Ferrovia Centro-Oeste reduzirá em R$ 1 bi o custo do escoamento da safra

A construção da Ferrovia Centro-Oeste, que irá de Uruaçu (GO) a Vilhena (RO), pode gerar uma economia de R$ 1 bilhão no transporte da safra da região, segundo afirmou hoje (16) o presidente da Associação de Produtores de Soja e Milho de Mato Grosso (Aprosoja-MT), Glauber Silveira.
O projeto da ferrovia foi apresentado ontem (15) pelo governo federal na cidade de Lucas do Rio Verde (MT) e será incluído na segunda edição do Programa de Aceleração do Crescimento (PAC 2).
"Se considerarmos um preço justo para o transporte ferroviário, que é 40% mais barato que o rodoviário, teremos R$ 1 bilhão de economia anual no escoamento da safra de Mato Grosso", afirmou, antes de participar da Câmara Setorial da Cadeia Produtiva da Soja, no Ministério da Agricultura.
De acordo com o Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (Dnit), a ferrovia terá 1.602 quilômetros de extensão e consumirá R$ 6,4 bilhões em investimentos até 2014, quando deve ser concluída.
A Ferrovia Centro-Oeste terá conexão com a Ferrovia Norte-Sul, o que para o diretor geral do Dnit, Luiz Antônio Pagot, deverá impulsionar o desenvolvimento de Mato Grosso, de Rondônia, do Amazonas e do sul do Pará.
"Com a redução dos custos no transporte de cargas, com acesso mais rápido a vários portos, a região deve atrair grandes projetos e investimentos da iniciativa privada e, por conseguinte, gerar empregos, renda e melhoria da qualidade de vida para os habitantes", afirmou Pagot em nota. (fonte: Brasil Econômico)

 

 

PUBLICIDADE

Navalshore


 

 

 


Pesa

    AAPA     Jan de Nul     Antaq
             

Tche Digital

 

 

Anuncie PN

 

  Sinaval   Assine Portos e Navios