MSC

Fábrica de tubulações pode investir R$ 20 mi em Suape

Diariamente, empresas manifestam o interesse na implantação de suas indústrias no Complexo Industrial Portuário de Suape. Ontem, foi a vez de um grupo paulista que fabrica tubulações ampliar a aproximação com o terminal. A diferença é que o próprio presidente do grupo veio olhar de perto o local e demonstrou tanta satisfação com o que viu que já está cogitando instalar duas unidades em Pernambuco. Existe a possibilidade de os dois empreendimentos virem para Escada. O total de recursos estaria próximo dos R$ 20 milhões, sendo gerados em torno de 500 empregos diretos.
A companhia queria colocar uma unidade no Nordeste e outra no eixo Rio-São Paulo, mas o número de obras realizadas no entorno de Suape teria impressionado os empresários. “Ele (o presidente) afirmou que veio do Recife para Suape e não passou 1 km sem ver uma obra. Ele ficou alucinado”, ressaltou o diretor do projeto Suape Global, Silvio Leimig, lembrando que o negócio ainda não está fechado, embora haja uma previsão de que em 30 a 60 dias o grupo dê um retorno definitivo sobre o assunto.
É preciso que a Prefeitura de Escada, assim como outras do entrono que têm interesse em atrair empreendimentos, esteja apta para receber essas fábricas, o que inclui infraestrutura de água, energia e gás. Esse é um ponto que está sendo analisado. “Temos o objetivo de descentralizar os investimentos”, frisou Leimig. A empresa terá potencial para produzir tubos para as grandes empresas do Complexo, a exemplo da Refinaria Abreu e Lima, do Estaleiro Atlântico Sul (EAS) e da PetroquímicaSuape.
A empresa de válvulas chinesa Sulfa Apex - que já tem contrato com Suape - foi a intermediária entre a direção portuária e a companhia paulista de tubos, dando referências positivas do lugar.

Fonte: Folha de Pernambuco(PE)/PAULO MARINHO

    Terlogs     Mampaey     AAPA
             

Tche Digital

 

 

HPP

 

  Sinaval   Assine Portos e Navios