MSC

Recuperação do cais deverá estar concluída em janeiro de 2011 Recuperação do cais deverá estar concluída em janeiro de 2011

As obras de revitalização do cais do Rincão da Cebola entraram em uma nova fase. Foi iniciada ontem, a colocação de 80 estacas que farão a união de 102 vigas que darão sustentação ao cais. Até o final da tarde, duas estacas de 1.900 quilos, medindo 12 metros de altura, haviam sido cravadas na linha da lagoa. Conforme o engenheiro responsável pela obra, Rodrigo Freitas, a estimativa é que todas as estacas estejam inseridas em trinta dias, dependendo do rendimento do bate-estaca que começou a ser utilizado ontem pela construtora.
Freitas informou que 36 estacas de 12 metros de altura serão cravadas na linha da lagoa e outras 36 estacas, de 11 metros, serão cravadas na linha de terra, além disso, serão inseridas mais oito estacas inclinadas para dar ancoragem no cais. No entanto, de acordo com o engenheiro, ainda precisam ser retiradas cobertinas (blocos de pedras históricas que fazem a contenção do aterro colocado sobre as lajes) e uma laje (do antigo cais) que foi encontrada por mergulhadores no último final de semana, a cerca de 3,5 metros de profundidade. Em função do tamanho e do peso da laje, será utilizado um martelo subaquático hidráulico, de 1.700 quilos, que fará a demolição do material submerso, que posteriormente será retirado para que a cravação das estacas possa ser concluída no local.
Após todas as estacas novas estarem cravadas, que serão inseridas em uma área de 165 metros, começarão a ser construídos blocos de concreto no topo das estacas para fazer a união das vigas. Também será feita, em outra área, a vistoria na parte inferior do cais para ver o estado da fundação antiga onde serão recuperadas as estacas danificadas pelo tempo para que seja feita a restauração de uma parte da laje antiga.
A obra, que começou no último dia 11 de janeiro, está prevista para ser concluída em 11 de janeiro de 2011. Ao todo, 400 metros de cais deverão ser restaurados, desses, 220 metros serão recuperados parcialmente, e outros 180 metros precisam de recuperação total. O investimento total da Superintendência do Porto do Rio Grande (SUPRG), responsável pela obra, foi de R$ 1,750 milhão. Ao fim da revitalização do cais, a área estará à disposição da Prefeitura Municipal para que seja feita a urbanização do local.

(Fonte: Jornal Agora/Rio Grande,RS/Tatiane Fernandes)

    Terlogs     Mampaey     AAPA
             

Tche Digital

 

 

HPP

 

  Sinaval   Assine Portos e Navios