Great Ocean

Empresários de Toledo e Ferroeste estudam construção de novo ramal

Lideranças empresariais e políticas do município de Toledo, Oeste do Paraná, estão dispostas a apoiar a proposta de parceria com o setor produtivo apresentado pelo presidente da Ferroeste, Samuel Gomes, para avançar no projeto do ramal ferroviário ligando Cascavel a Toledo. “Estamos propondo a união com o empresariado local e regional para construir a obra”, disse Gomes. A proposta da Ferroeste foi apresentada nesta terça-feira (4) em reunião na Associação Comercial e Empresarial de Toledo (ACIT).
“O Tesouro do Estado suportou sozinho a construção do trecho Guarapuava-Cascavel, de 250 quilômetros, no primeiro governo Requião”, informa o presidente da Ferroeste. “Graças a isso é possível hoje construir os novos trechos com recursos de financiamento e modelos de estruturação financeira com participação privada suportados em contratos de transporte de longo prazo. É o que propomos”, realçou.
“É nosso dever aproveitar o que foi feito com investimentos públicos”, salientou Samuel Gomes. “O dinheiro do povo não pode ser desperdiçado. O ramal Cascavel-Toledo conta com projeto executivo de engenharia e estudos ambientais pagos pela Ferroeste”, ressaltou.
Para o presidente da ACIT, Eduardo Della Costa, a iniciativa da própria Ferroeste de dar andamento ao projeto de extensão da ferrovia de Cascavel até Toledo já é um grande avanço: “Vemos com muito otimismo a retomada deste projeto. A integração da região com melhor estrutura de transporte é o que nos interessa e se começar com um trecho mais curto é viável, vamos procurar colaborar da forma que for possível. Depois de chegar a Toledo, brigamos pela extensão até Guaíra”, afirmou.
Gomes considera que a conversa com os empresários “foi boa” e que a partir de agora deve “avançar o entendimento com o setor produtivo, que será o grande beneficiado pelo novo ramal”. Gomes informou que convidou “a ACIT e a Caciopar para integrar o grupo de trabalho que foi criado para estruturar o projeto. A reação foi positiva. Vamos aguardar a indicação dos representantes do empresariado”.
EMPRESAS - O presidente da ACIT ressaltou que o desenvolvimento da região é uma preocupação constante do empresariado local e a questão da extensão da Ferroeste nunca saiu de pauta. “É preciso continuar batendo na necessidade de melhorar a logística de infraestrutura”, disse ele. “Não podemos nos esquecer da necessidade de se executar a extensão da Ferroeste e precisamos fortalecer a nossa atuação para ter essas obras”.
O presidente da Caciopar, Guido Bresolin Júnior, avalia que o resultado da reunião com o presidente da Ferroeste aponta “um caminho para se fazer a extensão da ferrovia” desde Cascavel, passando por Toledo até Guaíra, “um sonho antigo do Oeste, cada vez mais perto de se tornar realidade”. Bresolin destaca ainda que a redução do custo do transporte até o Porto de Paranaguá é essencial para a região.
“A formatação do projeto, conduzida pelo presidente da Ferroeste”, sublinha o presidente da Caciopar, “demonstra sua viabilidade por ser uma proposta de construção com várias mãos, tendo a participação do poder público estadual, federal, municipal e com o apoio da comunidade empresarial da região”.
Para o presidente da Ferroeste, “a solução do gargalo continua prioritário, mas medidas operacionais para aumento da capacidade do trecho existente entre Guarapuava-Ponta Grossa podem e devem ser combinadas com a construção do ramal Cascavel-Toledo, enquanto avançamos nos projetos para a construção do ramal Guarapuava-Paranaguá, que é condição para o pleno desenvolvimento do Oeste do Paraná, Mato Grosso do Sul e Paraguai. A consolidação da Ferroeste e da Ferrosul é fundamental para o Paraná, o Brasil e a América do Sul. O que pudermos fazer, devemos fazer e vamos fazer, através da união do Estado com o setor produtivo e a participação do governo federal. É o nosso dever como brasileiros para com as futuras gerações”.
Estavam presentes à reunião em Toledo o presidente da ACIT, Eduardo Della Costa, o vereador Renato Reimann, presidente da Câmara Municipal de Toledo, o secretário de Indústria e Comércio, Narcizo Müller, diretores da ACIT, vereadores e empresários.

Fonte: Agência Estadual de Notícias


Marintec Navalshore