Imbituba terá dragagem no PAC2

Please send your press releases to marcos@portosenavios.com.br  Regards, Marcos Perez Godoy

Em uma reunião na Casa Civil realizada na última terça-feira (2), ficou definida a criação de um projeto de lei para inclusão de recurso no orçamento da União para o aumento da profundidade do porto de Imbituba para 15 metros. O PL será enviado ao Congresso Nacional para aprovação da verba de R$ 5 milhões, que será destinada à Secretaria Especial de Portos para os estudos preliminares e o processo licitatório que incluirá o valor total da obra, de cerca de R$ 50 milhões, que serão contemplados pelo Programa de Aceleração do Crescimento (PAC 2). Com isto, a dragagem de aprofundamento do calado será realizada no início de 2011, com período de execução da obra variando entre seis e oito meses.
"Este foi um passo importante para o processo de crescimento pelo qual o porto de Imbituba está passando. Para que a dragagem de fato ocorra, ainda temos muito o que fazer, porém esta sinalização positiva por parte do governo deixa-nos otimistas quanto ao cumprimento de nossas metas", declarou Jeziel Pamato de Souza, administrador do porto de Imbituba. "Estivemos em Brasília diversas vezes para a articulação desta estratégia e contamos com o apoio integral da bancada catarinense, em especial do deputado federal Jorge Boeira e da senadora Ideli Salvatti, que foram os responsáveis pela convocação desta audiência que oficializou a criação deste PL", completou.
Em 2009, parte dos investimentos do porto de Imbituba em dragagem foram executados com recursos próprios (tarifários) para melhorar as condições de infraestrutura e propiciar o aumento previsto na movimentação de cargas após o arrendamento do terminal de contêineres. Além disso, com o término da obra de ampliação do cais (que terá 660 metros de comprimento), com prazo de conclusão em abril de 2011, a profundidade de 15 metros com calado de 14 metros deve estar garantida, conforme explica o administrador. "Para que o porto possa atender à demanda que se projeta para a região, é fundamental dispormos de um calado de pelo menos 14 metros, possibilitando assim a atracação dos grandes navios de contêineres e criar a condição de transformar o porto de Imbituba em um hub port", finaliza Jeziel Pamato de Souza.
A audiência contou com a presença da secretária executiva da Casa Civil, Erenice Guerra, assessora direta da ministra Dilma Roussef; do deputado federal Jorge Boeira; da senadora Ideli Salvatti; além de Celso Quintanilha, gerente de Planejamento Portuário da empresa Santos Brasil S.A; e Gilberto Barreto da Costa Pereira, presidente  do Conselho de Autoridade Portuária do porto de Imbituba. (da Redação, com foto de Roger Rosa)

 

 


Logcomex


 

 

 

 

 

 

Priner     Terlogs     Mampaey     AAPA
             

Tche Digital

 

 

Sinaval

 

  Sinaval   Assine Portos e Navios