Düden permanece atracado no cais do Porto Novo

O navio Düden, de bandeira turca, permanece atracado no cais do Porto Novo do Rio Grande, apreendido pela Marinha. O armador tem prazo até 3 de março para saudar suas dívidas com a Marinha do Brasil e outros prováveis credores. Ele está ciente disso, porém não tem se manifestado, segundo informações da Capitania dos Portos. Se, até 3 de março, o armador não pagar as despesas da intervenção da autoridade marítima e não fizer a retirada do Düden do porto, o navio entra em processo de perdimento e deverá ser leiloado ou incorporado aos bens da União.
A embarcação está atracada no Porto Novo desde 11 de dezembro de 2009, onde não compromete a navegação e está sob o comando da Estação Naval do Rio Grande. Está esgotada - sem água nos porões e na sala de máquinas -, e sem óleo. Em 30 de dezembro do ano passado, as 160 toneladas de óleo que estavam em seus tanques foram descarregadas e posteriormente transferidas para a Refinaria Riograndense. No final da semana passada, um estaleiro se mostrou interessado na embarcação turca e esteve verificando-o. No entanto, os interessados deverão manifestar-se depois do término do prazo dado ao armador.
O Düden teve um incêndio a bordo em alto-mar, em 22 de novembro de 2009, quando estava a 260 quilômetros do Litoral Norte, na altura de Tramandaí. Na ocasião, um tripulante morreu e 22 sobreviveram.(Fonte: Jornal Agora/Rio Grande,RS/Carmem Ziebell)

Priner     Terlogs     Mampaey     AAPA
             

Tche Digital

 

 

Sinaval

 

  Sinaval   Assine Portos e Navios