Marintec Navalshore

Dragagem amplia navegação no Canal da Galheta

Depois de mais de um ano restringindo a navegação, no Canal da Galheta, a navios com calado superior a 11,3 metros, a Capitania dos Portos do Paraná (CPPR) ampliou, ontem, o limite para 12,5 metros.


A ampliação foi possível devido à última dragagem realizada no local, que restabeleceu a profundidade do canal em 15 metros. Com a liberação, são esperados benefícios como a possibilidade de aumento da capacidade dos navios graneleiros em cerca de 9 mil toneladas, e de 25% na carga em navios de contêineres.

A medida, no entanto, ainda tem algumas restrições de segurança, que limitam, por exemplo, a navegação noturna a navios com calado de até 11 metros, e impedem que navios com calado a partir de 10,6 metros trafeguem no local sob determinadas condições do mar.

Oposição critica incidente no Canal da Galheta

A mudança definida ontem se deu por meio da portaria número 80 da CPPR, que revogou a portaria número 86, em vigor desde 4 de setembro de 2008. A decisão aconteceu a pedido da Administração dos Portos de Paranaguá e Antonina (Appa), que já tinha constatado, através de levantamentos batimétricos, que as dimensões do Canal da Galheta tinham voltado ao normal.

A Capitania dos Portos, por sua vez, baseou sua decisão nas medições paralelas feitas no canal pela Paranaguá Pilots, que faz os serviços de praticagem. Isso porque o órgão oficial que homologa as medidas o Centro de Hidrografia Marinha (CHM), vinculado à Diretoria de Hidrografia e Navegação (DHN) ainda não analisou a batimetria oficial.(Fonte: O Estado do Paraná/Helio Miguel)

Cash Computadores

Assine Portos e Navios

Consórcio Águas Azuis fundo transp Syndarma
  Abac    

  Assine Portos e Navios

 

 

  Antaq

 

Tche Digital

 

 

Sobena

 

Sinaval   Abratec
Publicidade

Marintec Navalshore