Marintec Navalshore

DPWorld inicia operações de celulose em novo trecho de cais

A DP World Santos, terminal privado localizado na Margem Esquerda, na Área Continental de Santos, planeja iniciar operações do seu novo trecho de cais nesta semana. Inicialmente, os 220 metros serão destinados à movimentação de celulose. No entanto, a área também poderá servir para atracação de navios porta-contêineres no futuro.

Em 2017, o terminal portuário privado e a Suzano, segunda maior produtora de celulose de eucalipto do mundo, assinaram um contrato de longo prazo para armazenagem e operação portuária da carga. Até o ano que vem, serão construídas novas estruturas e a previsão é de que 3,3 milhões de toneladas da carga sejam movimentadas por ano na instalação.

O plano da DPW e da Suzano prevê a construção de 447 metros de cais. Os primeiros 220 metros já foram concluídos e devem receber a primeira embarcação nos próximos dias. Segundo a empresa, os 227 restantes serão entregues até dezembro.

Publicidade
Catálogo da Indústria Marítima

 

A partir daí, a DPW prevê ampliar suas operações de celulose. A previsão é de que 600 mil toneladas do produto sejam movimentadas ainda neste ano no terminal privado.

E as expectativas apontam que o volume deve crescer no próximo ano. Isto porque está prevista para janeiro a conclusão de obras na retroárea.

As intervenções incluem a construção do novo armazém de 35 mil metros quadrados e capacidade estática para 170 mil toneladas. Um, viaduto, ferrovia e demais obras civis também estão na lista de intervenções através da parceria entre a DPW e a Suzano.

Licenças

As autorizações para a utilização do novo trecho de cais foram expedidas pela Agência Nacional de Transportes Aquaviários (Antaq). No último dia 11, o órgão deu o aval para o início das atividades de movimentação de carga geral ou conteinerizada. O Termo de Liberação de Operação (TLO) foi publicado na última segunda-feira (14), no Diário Oficial da União (DOU).

A DPW ainda aguardava um outro aval do Governo Federal, a habilitação de terminal privado ao tráfego marítimo internacional. Esta autorização foi expedida na última terça-feira (15) e publicada na última quinta-feira (17) no DOU.

A partir de agora, estão autorizadas as operações de carga e descarga de navios no novo trecho de cais. Diante do aumento da movimentação de contêineres no terminal, não estão descartadas, no futuro, operações com caixas metálicas naquela região.

Fonte: A Tribuna

 

Comentários

ABB

Assine Portos e Navios

Consórcio Águas Azuis

Syndarma

Abac

Conapra

FGV Transportes

Aapa

Tche Digital

Sobena

Sinaval Abratec