Workshop Tomada de decisão - investimento em portos

Contesc amplia movimentação de contêineres por navegação interior

O Contesc (Terminal de Santa Clara), localizado em Triunfo (RS) movimentou 27.640 TEUs por navegação interior nos primeiros oito meses do ano, um aumento de 127% em relação ao mesmo período do ano passado. Entre as principais cargas movimentadas estão: congelados, resinas, glicerina, utensílios domésticos, partes e peças, móveis, compensados e sucata. Com capacidade de 100 mil TEU, o terminal está a 360 quilômetros do Porto do Rio Grande. A unidade, antes chamada de Terminal de Santa Clara Píer IV, foi reinaugurada com nome de Contesc em 2016, após sete anos fechada. 

A região tem um mercado de 180 mil TEUs em um raio de 120 quilômetros. A avaliação da Wilson Sons, que administra o terminal, é que o transporte fluvial vem atraindo empresas da região, que enxergam vantagens em utilizar o modal. A Duratex, produtora de painéis de madeira industrializada que aderiu à navegação interior há um ano, aponta o modal como uma saída para o gargalo das rodovias. “É um transporte inovador e sustentável", destacou o coordenador de logística internacional da empresa, Ricardo Mendes Marques. 

Ele acrescentou que a proximidade com a unidade da empresa em Taquari (RS) a permite ter alto índice de aproveitamento dos caminhões que fazem o giro entre a fábrica e o terminal, além de reduzir o risco de avarias. Já o gerente de logística da produtora de borracha sintética Arlanxeo, Sandro Sabka, destaca que a navegação interior apresenta custo atrativo, além de ser mais sustentável ao gerar menos emissão de CO2.

Publicidade
Catálogo da Indústria Marítima

 

A Reflorestadores Unidos, produtora de madeira, avalia que enviar a carga diretamente para Rio Grande é inviável em virtude da localização na região norte do estado. “Quebramos um paradigma e adotamos o sistema multimodal tão utilizado em outros países. Temos maior flexibilidade com os gates e não enfrentamos problemas com as greves no modal rodoviário”, disse o diretor de operações, Cassiano De Zorzi, que contratou o serviço no início do ano. 

Em fevereiro, o Contesc ganhou uma embarcação para atender ao crescimento da movimentação de cargas entre Triunfo e Rio Grande. A Trevo Roxo opera junto com a barcaça Guaíba de 170 TEUs, que registrou índices de ocupação superiores a 95% ao longo de 2017.  As cargas movimentadas (importação, exportação e cabotagem) têm como origem ou destino as cidades de Farroupilha, Carlos Barbosa, Garibaldi, Caxias do Sul, Veranópolis, Cruz Alta, Lajeado, Serafina Corrêa, Triunfo, entre outras.

 

(Da Redação)

Comentários