Complexo de Suape contrata startup pernambucana para desenvolver plataforma de inteligência portuária

A inclusão de sistemas como big data, blockchain (protocolo de confiança) e inteligência artificial têm provocado mudanças em modelos de gestão no setor público. São ferramentas tecnológicas e digitais que auxiliam as administrações a melhorar a eficiência de seus serviços. Apostando nessa tendência e no movimento de estreitar os laços com o ecossistema de Tecnologia da Informação e Comunicação (TIC) do Estado, o Complexo de Suape assinou contrato com a startup pernambucana Fábrica de Negócio, uma empresa especializada em Analytics e que desenvolve algoritmos de inteligência artificial para análise e cruzamentos de grandes volumes de dados. Produto made in Pernambuco. A previsão é que os trabalhos de implementação da solução comecem a partir de setembro.

O serviço oferecido será o de agrupamento de informações de três sistemas utilizados diariamente pela administração de Suape: o Porto sem Papel (que funciona como concentrador de informações necessárias para o controle das embarcações e suas cargas), o sistema de movimentação de cargas da Agência Nacional de Transportes Aquaviários (Antaq) e o sistema contábil-financeiro e de operações portuárias. Todos os indicadores gerados por essas fontes serão compilados dentro da plataforma Pentaho Business Analytics Community Edition.

Os dados serão verificados por especialistas e Cientistas de Dados da Fábrica de Negócio e transformados em painéis de gestão que ficarão à disposição dos gestores, concentrando todas as informações úteis para a tomada de decisão, em um único lugar. É durante esse processo que será utilizado um algoritmo de inteligência artificial, desenvolvido pela startup, que decodificará padrões de comportamento nos dados analisados para melhoria da gestão.

Publicidade
Catálogo da Indústria Marítima

 

“A decisão de Suape de investir em tecnologia para a análise de dados segue a linha de grandes empresas mundiais, porque é impossível administrar o que não se consegue medir. O serviço traz para as empresas um grande impacto na redução do retrabalho e também aumenta a confiança nos dados que serão usados. É uma ferramenta que apoia muito a gestão”, observa o CEO da Fábrica de Negócio, Hamilton Alves. “Será ministrado um treinamento na plataforma para os servidores de Suape, assim haverá um aprimoramento do pessoal da casa nas novas tecnologias de Business Intelligence e mineração de dados, capacitando e preparando o corpo técnico para o que há de mais moderno em inovação”.

Além dos serviços de Business Analytics na Plataforma Pentaho, a empresa também desenvolveu a Base Analítica para Auditoria, com foco no combate à evasão fiscal, que recebeu o Prêmio de Aceleração da BrazilLab (primeiro hub de inovação GovTech do País), como a solução mais inovadora para o setor público. Com isso, conquistou o direito de utilizar o selo GovTech, que é conferido às empresas que criam soluções de alto impacto para o setor público. É a única startup do Norte e Nordeste a conseguir a honraria, e uma das pioneiras no Brasil.

O presidente de Suape, Leonardo Cerquinho, vê a contratação da Fábrica de Negócio como um passo importante para a empresa. “Estamos avançando e acompanhando a tendência mundial que é a digitalização e inovação na gestão pública, ao mesmo tempo em que incentivamos o trabalho de startups pernambucanas como a Fábrica de Negócio, que tem larga experiência no assunto, cases de sucesso e premiação nacional. Um ponto positivo e inovador para a administração pública”, declara.

A startup já tem contrato com a Prefeitura do Recife nas Secretarias de Finanças, Saúde e Controladoria e Previdência, Prefeitura de Teresópolis (RJ), na Controladoria do Estado do Amapá e do Governo de Pernambuco, além de outras localidades, totalizando mais de 15 mil horas de projetos em análises de dados no setor público. “O nosso papel no projeto de Suape é apoiar o porto neste novo passo, medir seus indicadores através da integração de dados, e prover informação integrada e de qualidade para dar suporte às decisões. Não tenho dúvidas de que será um sucesso”, conclui Hamilton Alves. Com a utilização da nova ferramenta, as outras plataformas não vão deixar de ser utilizadas. Apenas terão seus dados compilados e aproveitados em painéis de gestão automatizados.

INOVAÇÃO

O Porto de Suape vem apostando na inovação e tecnologia. Montou uma equipe de Inovação a fim de buscar soluções para demandas do setor portuário e de empresas locais e, em maio, realizou seu primeiro Match Day entre indústrias do território e 23 startups pernambucanas. Um novo encontro acontecerá no próximo mês.

A automação também é prioridade da gestão e está sendo implantada nos processos internos de administração da empresa Suape, que adotou o Sistema Eletrônico de Informações (SEI), plataforma utilizada nacionalmente por órgãos públicos. Ela permite a produção, edição, assinatura e todo o trâmite de documentos por meio eletrônico, reduzindo significativamente o uso de papel e do tempo de tramitação dos processos. Outra plataforma em implantação é o target, ferramenta de monitoramento de todas as atividades da empresa, que dá mais agilidade aos gestores na tomada de decisões.

Comentários

ABB

Assine Portos e Navios

Pesa

Syndarma

OTC Brasil

Tche Digital

Assine Portos e Navios

Aapa

ABTP

Sobena

Sinaval Abratec