Câmara de Porto Velho discutiu tráfego de carga pesada na Jorge Teixeira


Na audiência sobre o tráfego de veículos com carga pesada nas avenidas Mamoré, Guaporé, Rio Madeira e, principalmente, na Jorge Teixeira, – que é a continuidade da BR-319 – realizada na Câmara de Vereadores de Porto Velho, ficou decidido que o vereador Cláudio Carvalho, líder do PT, fará uma reunião no dia 22 somente com as autoridades envolvidas para a elaboração da proposta final ao projeto de lei que será apresentado no plenário da Casa regulando esse tráfego nos horários de pico.
Presidida pelo vice-presidente Eduardo Rodrigues(PV), a Audiência Pública contou com a presença da titular da Semtran, Fernanda Moreira, do presidente do Sinttrar, Antônio Carlos da Silva, do deputado Euclides Maciel, do Major Neil Aldrin Gonzaga, da Polícia Militar, da engenheira Maria Betânia Almeida, do Dnit além de João Bosco da Silveira, da Polícia Rodoviária Federal e engenheiros da Semtram.
Foram apresentadas sugestões que serão consolidadas na formulação final da proposta de lei. A partir daí, o projeto será apresentado para leitura no plenário e tramitação na Casa. Cláudio explica que, “enquanto não sai o Contorno Norte, que já conta com recurso do PAC II, e ainda vai demorar uns dois anos, temos que achar uma solução para o tráfego. E uma das saídas é regular e disciplinar o uso das vias da cidade”.
Nos debates, o assessor parlamentar Francisco Xavier, corroborando a fala do jornalista Gessi Taborda, defendeu a construção de uma segunda ponte sobre o Rio Madeira destinado somente ao tráfego pesado. Do mesmo modo, defendem a transferência do Porto Graneleiro para a área dessa nova ponte. “hoje esses equipamentos estão dentro da cidade. Caminhos e veículos pequenos vão competir numa só ponte. É preciso planejar a cidade, prever o futuro. Espero que as autoridades de Rondônia e, particularmente, de Porto Velho tenha essa visão”, concluiu.

Fonte: O NORTÃO