Acordo prevê convênio para sindicatos denunciarem embarcadores

Lideranças dos sindicatos de caminhoneiros de todo o País continuam em Brasília nesta terça-feira (23) para formalizar o acordo que haviam feito com o governo federal na véspera. Segundo o presidente do Sindicam de Londrina, Carlos Roberto Dellarosa, os encontros são realizados no Ministério da Infraestrutura.

Um dos principais pontos do acordo é que os caminhoneiros vão ajudar a ANTT (Agência Nacional de Transportes Terrestres) a fiscalizarem a lei 13.703, que instituiu os pisos mínimos de frete. “Estamos discutindo a parte burocrática desse convênio”, afirma Dellarosa. A proposta é que as entidades denunciem à agência os embarcadores que descumprem a tabele de frete. De acordo com o presidente do Sindicam, as denúncias, sendo feitas em bloco, protegem os motoristas que têm medo de serem retaliados pelos contratantes.

Dellarosa diz que outra parte do acordo é que os caminhoneiros que trabalharem com frete abaixo dos pisos mínimos fiquem livres das multas de R$ 150 também previstas na lei

Publicidade
Catálogo da Indústria Marítima

 

Os caminhoneiros ainda negociam com o governo a transferência do custo do diesel para a tabela do frete, proposta esta que está sendo formatada.

Segundo a Agência Brasil, o ministro das Infraestrutura Tarcísio Gomes de Freitas acredita nas negociações com os caminhoneiros para evitar a greve que haviam convocado para o dia 29 de abril. “Estamos com uma agenda sólida, que está sendo construída com base numa conversa e nos pleitos dos caminhoneiros”, disse Freitas.

“Eu acho que nós conseguimos administrar essa condição de momento e não deve haver paralisação de caminhoneiros neste momento. A representação dos caminhoneiros está conseguindo conversar com o governo”, disse o presidente da Confederação Nacional dos Transportadores Autônomos (CNTA), Diumar Bueno, por meio da assessoria de imprensa do Ministério da Infraestrutura.

Fonte: Revista Carga Pesada

Comentários

 

 

Reportagens da edição 702

Presença a bordo

08 Jul 2019 18:07 Navegação

Empresas pedem manutenção das vagas na formação para não faltar marítimos. Sindicato cobra equilíbrio entre oferta e demanda • O mercado de navegação no Brasil apresenta oferta de marítimos superior à...

Legal Seminar

08 Jul 2019 18:07 Indústria naval

Considerado o mais importante mercado “offshore” fora do Mar do Norte, o Brasil também atraiu a atenção de armadores noruegueses em evento paralelo • A primeira apresentação deu uma visão das...

Mercado de gás

08 Jul 2019 18:07 Indústria naval

As oportunidades no setor de gás no Brasil também foram debatidas no evento.  A superintendente de Oléo e Gás do estado do Rio de Janeiro, Cristina Pinho, deu um quadro...

Brasil na Nor-Shipping

08 Jul 2019 18:07 Indústria naval

Pela terceira vez o Brasil promove um seminário durante o evento • Se neste ano o clima do evento em geral já era mais leve que nas edições anteriores, no caso...

Kincaid

Assine Portos e Navios

Consórcio Águas Azuis

Tche Digital

Seminário de Metanol

Aapa

Abeam

Sobena

Sinaval Abratec